Professor Hariovaldo Almeida Prado

22 fevereiro 2009

Lucro da Vale do Rio Doce cai vertiginosamente e a empresa fica em situação falimentar

Filed under: economia — Humberto @ 19:40

Queda

Queda abissal dos lucros praticamente obriga a empresa a abrir falência nos próximos dias.

Mais um golpe na prestigiosa iniciativa privada brasileira. Outrora um cabide de empregos para barnabés bolchevistas e funcionários públicos “nota zero”, a Cia. Vale do Rio Doce foi resgatada praticamente destruída das garras horrendas do Leviatã estatal, durante a moderna e civilizatória administração de nosso líder varonil Fernando Henrique Cardoso.

Um grupo de bem-sucedidos e venturosos homens de fé despenderam valores absurdos à época, mas tinham em mente que a missão que o Senhor lhes conferira estava acima de quaisquer questões monetárias.

Um extenso parêntese se faz necessário: àquela época, o milagroso plano econômico da estupenda equipe econômica de FHC previa que o Leviatã estatal entregaria graciosamente todas as inúteis e destruídas empresas estatais às profissionais e competentes mãos privadas, garantindo a estas uma provisão de recursos do BNDES para que os riscos de se administrar um elefante branco como a Vale e a CSN fossem diluídos. Com essa estratégia, as cabeças geniais e prodigiosas da equipe econômica esperavam atrair os importantes e globalizados investidores ( sobretudo os estrangeiros ) para que estes, cavalheirescamente, nos ensinassem a gerir e administrar conforme dita a infalível cartilha da boa-governança de Wall Street.

Ocorreu que para sabotar o plano que levaria o país a alçar vôos magníficos, estabelecendo a Nação como uma das mais modernas e desenvolvidas do Globo, a esquerda liderada pelo satânico sr. Luís Inácio, com a participação articulada destes sindicatos comunistas da CUT, os guerrilheiros marxistas do MST ( as FARCs do Brasil ), as ONGs financiadas pelo capital externo, os dinossauros nacionalistas e fracassomaníacos, enfim, toda uma rede de subversões revolucionárias baseadas no Foro de São Paulo, e que contava com a mídia venal e totalmente petista, todos estes personagens anacrônicos e atrasados de Pindorama atacando e pressionando conforme as diretrizes do Plano Condor Vermelho impuseram ao nosso iluminado líder sociólogo um recuo estratégico.

Diante de numerosas greves, ataques terroristas, assassinatos, invasões de propriedades, destruição de lavouras e outras formas de violência revolucionária o nosso Príncipe, depois de muito refletir e pesar as opções que tinha nas mãos, decretou que os investidores continuavam sendo bem-vindos, mas não poderiam contar com o bônus que havia sido previsto no Plano. Além disso, deveriam participar dos leilões, e desembolsar algum, a título de boa vontade. A contragosto ( pois tratava-se de uma clara agressão aos mais basilares princípios do Mercado ) nosso impoluto intelectual atribuíu-se a árdua e salomônica tarefa de exigir aos investidores um valor simbólico pela falimentar mineradora, valor este que serviria para aplacar a fome de quem não se satisfaz ( prova disso é esse mensalão que aí esta ) facilmente. Os benevolentes investidores pagariam muito mais pela combalida empresa do que ela realmente valia.

Deus escreve certo por linhas tortas. Quando perceberam que os investidores, em sua inabalável fé cristã e firme confiança na força da livre iniciativa e do trabalho árduo pagariam o que fosse necessário ( afim de renascer a falida empresa e, com isso, provar definitivamente a superioridade do pensamento econômico que triunfou na Guerra Fria e definiu o Fim da História ) e não brincavam com coisas sérias, já era tarde. Deu-se a mais fragorosa derrota do Plano Condor Vermelho, um golpe certeiro nas tramóias e subversões comunistas que contaminavam o Brasil. O que se viu foi que a cabeça iluminada e mente superior do nosso líder, dotada de raríssima visão de longo alcance e perfeita análise conjuntural, encaminhou – ao contrário do que fariam os mensaleiros – imediatamente todos os esforços gerenciais e os bem fornidos recursos provindos da venda da Vale para as obras de infra-estrutura que permitiram ao País passar totalmente ileso pelo chamado “Apagão Elétrico”, aquela série de sabotagens promovidas pelos agentes vermelhos e ateus das esquerdas bolcheviques. A meta dos terroristas era constranger nosso líder e disseminar a dúvida no seio da população, que passaria a questionar ( sem subsídio para tal ) aquele governo que havia remido a Nação ( Óh, São Serapião! ).

De posse da Vale, os benemerentes e laboriosos investidores em pouco tempo, graças às mais modernas ferramentas tecnologicas de gestão empresarial, colocaram a empresa no caminho do progresso e provaram a supremacia da livre iniciativa sobre o atroz projeto comunista de repartição de miséria entre uma população faminta e doente ( e, pior, sem um glorioso Deus a lhe confortar na penúria, já que a espiritualidade seria banida da vida destes pobres diabos, assolados pela experiência opressiva do marxismo petista ).

Evidentemente, o sr. Apedeuta ironizava quando chamava a pestilenta crise econômica mundial ( da qual foi um dos principais mentores e executores ) de “marolinha”. A mídia petista seguia com suas vazias e mentirosas manchetes otimistas, fazendo os bravos empresários nacionais acreditarem que seguíamos imunes à crise, numa rósea e sublime realidade, enquanto o Comando do Plano Condor Vermelho apertava cada vez mais e mais o laço em torno de nossos pescoços. Quando a brava e positivista classe empresarial brasileira se deu conta, a quebra era iminente. Com isso, nem mesmo a heróica Vale do Rio Doce escapou.

Ainda que o preclaro presidente Agnelli tenha enfrentado renhidamente as chantagens do sindicato de comunistas que ameaçava sabotar toda a cadeia de produção da empresa, a mineradora viu todos os seus esforços virarem pó, diante da catastrófica e manipulada crise econômica mundial, e os sonhos de vários homens de bem da Nação soçobram, definitivamente, sob o tacão do bolchevismo internacional.

Que São Serapião se apiede e interceda pela família Vale do Rio Doce.

Anúncios

20 Comentários »

  1. Congratulações, professor Hariovaldo!
    Que magnífica aula sobre a história recente de nossa pátria. Luminares como o senhor é que resguardam a memória e a história nacional dos falseamentos stalinistas. Nossa história nas mãos atéias transformou-se em leréia, rabularia, relfa, farfalharia, fábula, fabulação, falsia, falsidade, palanfrório, fraude, futico, galga, rabulice, gamela, garoupa, gazopa, goma e fuxico.

    Fique com deus.

    Comentário por Alberto — 22 fevereiro 2009 @ 21:21 | Responder

  2. Fantastico! Parabens. Tera nosso principe condicoes de nos guiar por futuro tao obscuro?

    Comentário por Dishumor Astúcio — 22 fevereiro 2009 @ 21:25 | Responder

  3. Tudo o que o Brasil avançou no governo irretocável do doutor FHC (um acadêmico, estudioso, respeitado na comunidade internacional, príncipe dos sociólogos) o país regride no governo deste irresponsável que é o Lula ( um simpatizante dos sem-terra, sem-diploma, sem-teto e um sem-vergonha).

    Pobres empresários!

    Comentário por Groo Veiga — 22 fevereiro 2009 @ 22:24 | Responder

  4. Salve, eminentíssimo professor Hariovaldo,
    Perfeita a sua análise histórica. Faltou apenas o detalhe de mencionar que a malta comunista encastelada no Kremlin do Planalto impediu que o eminente e pio homem bom Dr. Agnelli pudesse flexibilizar emergencialmente as relações de trabalho na maravilhosa empresa (agora, porque privada) Vale do Rio Doce. Com isso, abriu-se o fosso para a situação pré-falimentar em que a gloriosa jóia da iniciativa privada se encontra no momento. O que eles querem, esses bolcheviques vermelhos invejosos, é impedir que o Dr. Agnelli possa construir um modesto castelo como o do eminente e corretíssimo deputado Edmar.
    Que São Serapião nos guarde, e que o Príncipe dos Sociólogos volte à ribalta para nos guiar com sua luz de Farol de Alexandria redivivo.
    O momento é grave.
    Cordialmente,
    Hermenegildo.

    Comentário por Hermenegildo de Lins Avis Habsburgo e Bragança — 23 fevereiro 2009 @ 08:53 | Responder

  5. Ainda bem que graças a Sao Serapiao,nosso amantissimo FHC,nos livrou dessa roubada!!!Definitivamente um homem de visao!!!Precisamos dele no comando novamente,pra nos livrar da PETROBRAS tb!!!

    Comentário por marcy7 — 23 fevereiro 2009 @ 09:20 | Responder

  6. Excelente post meu caro Professor. Concordo em genero, número e grau. A privatização da Vale foi realmente um milagre pois a empresa que pouco valia passou instantaneamente a muito valer.

    Não acredito nessas teorias que afirmam a possibilidade de tudo ter sido um grande trambique. Minha experiência sexagenária me garante a impossibilidade absoluta de que a elite brasileira pudesse perpetrar tal crime contra os interesses nacionais. Em tal hipótese, o grande estadista Fernando Henrique jamais admitiria agasalhar em seu governo uma fraude de tamanha magnitude e seria o primeiro a bramir sua indignação chicoteando os audazes corruptos em local público, tal como fizera o Nazareno aos vendilhões do templo.

    Pelo contrário, acredito cegamente no patriotismo e no caráter impoluto das pessoas que conduziram o processo de privatização da Vale e que essas pessoas estavam realmente convencidas de que a privatização contemplava os legitímos interêsses do povo brasileiro.

    O processo de avaliação certamente foi conduzido por entidades dotadas de grande capacidade técnica e credibilidade a toda prova e certamente chegou ao maior valor possível. Um valor maior significaria que a sociedade brasileira estaria ludibriando e expropriando os compradores, o que significaria um chaga moral coletiva sobre a consciência dos brasileiros.

    À luz desses pressupostos, gostaria de entender esse milagre da multiplicação do valor da “Vale”. Esse “case” de sucesso extraordinário precisa ser exaustivamente estudado nas nossas faculdades de Administração e precisa ser alardeado pelo mundo todo como uma notável demonstração da capacidade de gestão dos administradores brasileiros. Penso que uma discussão entre os qualificados comentaristas desse blog poderia esclarecer o assunto.

    Comentário por Zé da Silva Brasileiro — 23 fevereiro 2009 @ 10:29 | Responder

  7. Brilhante professor Hariovaldo Almeida Prado, sábias palavras!
    Naqueles bons tempos de privatizações, a Miriam Leitão dizia que privatizando de graça era bom negócio para o governo, que só no imposto sonegado, ou melhor dizendo, que só no imposto arrecadado o governo já seria beneficiado. Esta é a mais pura verdade, confirmada numa entrevista recente pelo grande líder da bancada do PSDB, deputado federal José Aníbal, uma vítima dos agentes vermelhos que grampearam seus telefones e que agora subornaram policiais para dizerem que os grampos foram efetuados a pedido da esposa do deputado só porque ela desconfiava do marido.
    Professor Hariovaldo, o senhor deve divulgar mais seus conhecimentos, enriquecendo os programas jornalísticos, sendo mais um dos especialistas entrevistados pela rádio CBN, aliás, todos os comentaristas e entrevistados pela rádio, também são excelentes especialistas em todos os assuntos.

    Comentário por Radamés Silva — 23 fevereiro 2009 @ 12:23 | Responder

  8. Bom tempos aqueles. Desculpe mas não estava preparado emocionalmente para esse resgate dos anos 90, anos de ouro para o Brasil, levei um tempo para organizar o juízo para escrever essas humildes palavras, que saudades meu Deus! Que saudades de poder ir ao supermercado e não enfrentar fila, que saudades de poder caminhar por São Pualo e não escutar o barulho dessas malditas obras de empreendimentos residenciais.

    Em pensar que hoje graças a marolinha arquitetada no palácio do planalto até os EUA estudam estatizar os queridos Citi e Bank of America. Nem mais a mais sólida e pura democracia esta resistindo as investidas do plano Condor.

    Rosana das alturas!

    Comentário por rafael j — 23 fevereiro 2009 @ 12:42 | Responder

  9. Caro Primo (permita-me a condescendência de lhe chamar assim),

    Luz você traz para essa portentosa obra de engenharia administrativa que foi a privatização da Vale.

    A malta apedeuta ainda não logrou amealhar o quanto foi luminoso para nossa pátria os oito anos de administração do nosso príncipe do saber.

    Que São Serapião tenha piedade dessas almas incultas.

    Comentário por João Prado — 23 fevereiro 2009 @ 14:23 | Responder

  10. Primo professor
    Descobri seu blog a poucos dias e fiquei viciado. Quanta sabedoria! Estes ataques aos inimigos do grande FHC, da privatização e do Mercado o fazem defensor da verdade e os coloca no seu devido lugar: lá na senzala e os obriga a “reconhecer o seu lugar”. Um colega aí em cima lembrou da necessidade de privatizar a Petrobrás também, assim com a Usiminas, CSN, a Vale e as telefônicas. Aposto que os vazamentos de óleo continuam ocorrendo diariamente (com maior frequencia que nos tempos do FHC) e o afundamento (ocultado) de plataformas de exploração é semanal. Temos que colocar essa empresa nas mãos dos gringos para que a gasolina fique mais barata e as reservas do pre-sal possam ser bem exploradas e gerar mais dividendos para aqueles dinâmicos empresários norteamericanos e europeus que sempre estão dispostos a vir nos ajudar. Eu gostava de ler o tio Rei, que pensa parecido com você, mas ele não publicava meus comentários. Também estou abandonando o Diogo Bolsonardi, porque eu me decepcionei com suas previsões. Ele é muito inteligente, mas nada do que ele diz dá certo. Falava que o Obama perderia as prévias para a Hilary. Errou! Depois, que perderia para o McCain. Furou também. A popularidade deste tal de Lula desabaria. Vem a pesquisa CNT com 84% de aprovação popular! Agora eu ainda estou acreditanto um pouquinho do A.Jabor e na Miriam Leitão. Mas o Jabor tá parecendo que ficou louco. Esbraveja por qualquer coisinha, os olhos muito arregalados e injetados, dá murro na mesa, solta muitos perdigotos. Não tá muito bom não! Já a Miriam, com sua religião e fé inquebrantável no Deus Mercado, deu para aconselhar o governo a socializar algumas empresas, comprar ações de outras e eu já não tou entendendo mais nada. Vou aparecer por aqui uns tempos esperando que o senhor não me decepcione. Olha lá hein, continue combatendo estes comunistas pedófilos…

    Comentário por Melchíades A. Prado — 23 fevereiro 2009 @ 18:37 | Responder

  11. Primo professor
    Descobri seu blog a poucos dias e fiquei viciado. Quanta sabedoria! Estes ataques aos inimigos do grande FHC, da privatização e do Mercado o fazem defensor da verdade e os coloca no seu devido lugar: lá na senzala e os obriga a “reconhecer o seu lugar”.
    Um colega aí em cima lembrou da necessidade de privatizar a Petrobrás também, assim como aconteceu com a Usiminas, a CSN, a Vale e as telefônicas.
    Aposto que os vazamentos de óleo continuam ocorrendo diariamente (com maior frequencia que nos tempos do FHC) e o afundamento (ocultado) de plataformas de exploração é semanal.
    Temos que colocar essa empresa nas mãos dos gringos para que a gasolina fique mais barata e as reservas do pre-sal possam ser bem exploradas e gerar mais dividendos para aqueles dinâmicos empresários norteamericanos e europeus que sempre estão dispostos a vir nos ajudar.
    Eu gostava de ler o tio Rei, que pensa parecido com você, mas ele não publicava meus comentários. Também estou abandonando o Diogo Bolsonardi, porque eu me decepcionei com suas previsões. Ele é muito inteligente, mas nada do que ele diz dá certo. Falava que o Obama perderia as prévias para a Hilary. Errou! Depois, que ele perderia para o McCain. Furou também. Que a popularidade deste tal de Lula desabaria. Vem a pesquisa CNT com 84% de aprovação popular!
    Agora eu ainda estou acreditanto um pouquinho do A.Jabor e na Miriam Leitão. Mas o Jabor tá parecendo que ficou louco. Esbraveja por qualquer coisinha, os olhos muito arregalados e injetados, dá murro na mesa, solta muitos perdigotos. Não tá muito bom não! Já a Miriam, com sua religião e fé inquebrantável no Deus Mercado, deu para aconselhar o governo a socializar algumas empresas, comprar ações de outras e eu já não tou entendendo mais nada.
    Vou aparecer por aqui uns tempos esperando que o senhor não me decepcione. Olha lá hein, continue combatendo estes comunistas pedófilos…

    Comentário por Melchíades A. Prado — 23 fevereiro 2009 @ 18:45 | Responder

  12. Também compartilho de sua indignação, professor! Quanta injustiça para com o Príncipe FHC! Como negar a sua inefável e infinda sabedoria! A Vale, privatizada por 1 bilhão de dólares, hoje vale mais de 200 bilhões! Olha só! Isso não é uma prova de sucesso da privatização! Antes não valia nada principalmente porque era administrada por bolcheviques tarados, corruptos, mensaleiros, que escondiam os lucros da empresa em suas respectivas cuecas! Depois da privatização, vieram os heróis! Os cavaleiros da távola redonda do mercado! Não estou de brincadeira não! Uso essas imagens grandiosas porque, de fato, sinto falta dos régios tempos! Afinal admiro infinitamente o Príncipe e seus pupilos, a começar pelo glorioso governador de São Paulo, José Serra, mas acho que somente a volta da família Bragança, mesclado a um duro regime militar, poderia botar esses comunas nos eixos! O Rei poderia começar proibindo o uso da internet no Brasil! O comunismo está se infiltrando na mentalidade ingênua da sociedade brasileira através de blogs de conteúdo terrorista. Somente os grandes jornais se salvam – e aí discordo um pouco de você, que os chama de comunistas. Eles abrigam, é verdade, ainda muitos comunistas, mas ainda podem ser resgatados. Devemos pressionar os donos desses jornais a realizarem uma rigorosa limpeza ideológica, um expurgo! Enfim, tenho que me despedir agora, porque o coquetel já começou lá embaixo e tenho que descer as escadas de mármore de minha mansão (resultado do trabalho árduo de meus ancestrais) para fazer sala para meus convidados – esforçando-me para não socar alguns colegas cuja ideologia comunista estampa-se no próprio rosto. Se vocês quiserem admirar a que nível de degradação vermelha chegou a internet brasileira, vejam esse blog: oleododiabo.blogspot.com

    Comentário por Miguel do Rosário — 23 fevereiro 2009 @ 20:05 | Responder

  13. Fêssô..taum ti plagiano na Band….o Casoy,da ultra esquerda israelense,que apoia o ladrão de gravata em Miami,usou suas palavras no jornal da band hoje…acalme ele…ele num pode intrá in disispêro!sinão..doin…doin…doin…como vamu ficá?Tê di novo us canalha vermei nu puder?????????????????????????????????????????????

    Comentário por Jairo Beraldo — 23 fevereiro 2009 @ 20:36 | Responder

  14. Tem gente falando de mais na Vale, porém não sabe nem qual é a sua área de atuação…, sabe que é mineradora pg já ouviu falar. No máximo conhecem o seu imponente escritório na paulista.
    Visitem a Serra dos Carajás e saibam o que é a Vale, uma empresa que ninguém sabe exatamente o que sai de lá…, pode sair toneladas de ouro por dia, quem sabe… Lá as pessoas só podem entrar e conhecer aquilo que pode ser visto. Além de vender grande parte das riquezas que o Brasil possuia em seu subsolo, como as minas de ouro industriais da Bahia e de MT em Pontes e Lacerda (São Vicente e Serra da Borda) para a canadense Yamana.
    Não só estão lesando o Brasil, como também permitindo que outras internacionais também se estabeleçam aqui para o mesmo fim.
    Quem conhece a Serra da Borda e vê o movimento que está sendo feito alí, sabe muito bem que não são só os 300 Kg de ouro mensais declarados, que estão saindo lá do chão brasileiro. O prblema é que o aviãzinho pousa na pista dentro da mineradora, é carregado e alça vôo – Quem saberá o quanto eles estão levando? Enquanto existir interesses tão maiores em jogo neste nosso Brasil, intelectuais de meia tijela ficam a distribuir comentários e opniões, sem sequer sair de suas cadeiras e conhecer a verdadeira realidade!!!

    Comentário por Roberto Martins — 25 fevereiro 2009 @ 16:20 | Responder

  15. Atenção Sr Exmo. Presidente da República Sr. José Serra, O vídeo de sua campanha eleitoral já esta disponível no Youtube.
    E aqui está o plano de governo, para divulgação interna:

    Comentário por ejedelmal — 26 fevereiro 2009 @ 09:53 | Responder

  16. Que jamais falte o combustivel necessario p/ manter aceso o nosso gde FAROL DE ALEXANDRIA.Existe projeto da FFHC de se transformar o CASTELO do nobre deputado mineiro em um centro de excelencia para estudos economicos a ser dirigido pela economista domestica MIRIAM LEITÃO.o CASTELO EH SITUADO EM REGIÃO IMUNE AS MAS INFLUENCIAS DA ESQUERDA BOLCHEVIQUE.

    Comentário por carlos augusto — 1 março 2009 @ 17:31 | Responder

  17. Só quero que me responda a uma pergunta !!
    e onde estão todos os que ali trabalhavam ??
    todos com esposas e filhos para criarem ?? pois até onde sei é que todos ficaram desempregados !!
    e com certeza existia uma outra forma de tirar a empresa do buraco, assim como fizeram os novos líderes da empresa, por que ele não invistiu nisso ??

    Comentário por Herondy B. de Sousa — 8 abril 2009 @ 08:48 | Responder

  18. Sou ex-funcionário da Vale. Tenho 33 anos, 1 filho de 6, estava quase terminando a faculdade de engenharia mecânica mas, como fui mandado embora, não tenho condições de terminar. Estou desempregado nestes tempos de crise. Sinto-me usado pois me dediquei 5 anos a empresa com cursos e noites perdidas de sono para ajudar a gerar os seus fenomenais lucros. Hoje, quando mais preciso desta empresa, que “sugou” meu sangue durante todos esses anos, ela me dispensa. Isso me fez refletir bastante. Nosso governo, atravez de projetos sociais, políticas de geração de empregos, distribuição de rendas, entre outros, estaria fazendo muito mais por mim se a Vale fosse estatal do que nosso glorioso Agneli. Talvez ele seja um pupilo de FHC, assim como Daniel Dantas, a quem nosso espetacular( gostaria de ter dito saudoso há mais de 10 anos) sociólogo e ex-presidente chamou de brilhante.
    A Vale deixou de ser uma empresa do povo, que podería ser uma ferramenta de distribuição de renda, gerando empregos a milhares de trabalhadores e passou a ser uma empresa de poucos investidores. Esses sim não tem a geladeira vazia como a minha.

    Comentário por Rodrigo — 17 junho 2009 @ 02:09 | Responder

  19. este miguel do rosario e um burro mesmo! assim como falava o o amigo brisola: fhc só tem diploma porque é um decoreba, mas na verdade é um burro!!!

    Comentário por cleber — 14 julho 2009 @ 22:34 | Responder

  20. VALE A UM POR CENTO.

    A Vale foi privatizada, no governo FHC, por R$ 3,33 bilhões, em 1997. Ela havia feito investimentos próprios entre 1990 e 1995 da ordem de US$ 2,19 bilhões, dava lucros anuais superiores a R$ 500 milhões e ainda contava com R$ 700 milhões em caixa. Daí concluirmos que o que se pagou em sua privatização não cobria o que ela tinha em caixa e os investimentos feitos pouco antes da venda. Mas o escândalo é muito maior: em 1993 estimava-se que somente as reservas de ferro no estado do Pará valessem R$ 337 bilhões. Atualmente, só nos dois projetos de níquel no Pará, a Vale pretende gastar US$ 2,3 bilhões.

    Além de privatizada nesses termos, a Vale ainda continuou a receber dinheiro público via BNDES (inclusive o financiamento para a sua aquisição), isenção fiscal (a não cobrança de ICMS pelo governo do Pará, etc.) e outros favores governamentais, inclusive no governo petista.

    Lula investiu R$ 1,7 bilhão de reais para dobrar a potência da Usina Hidrelétrica de Tucuruí. Um dos objetivos dessa medida é ampliar a geração de energia para as empresas em torno do complexo Vale no Pará. Ainda hoje empresas como a Albrás (subsidiária da Vale) pagam energia subsidiada e a diferença fica para os consumidores residenciais.

    A riqueza que vai para fora do Brasil é fabulosa, o que fica demonstrado nos lucros da Vale: em 2005 – R$ 10,4 bilhões e, só no primeiro semestre de 2006, mais de R$ 6 bilhões. Isso significa que a cada três meses a companhia tem um lucro equivalente ao que foi pago por sua privatização. Diferente do que afirmam os defensores da privatização, a Vale alcançou o patamar de hoje não porque foi privatizada, mas porque foi estatal e, ao ser privatizada, o governo transferiu um patrimônio incalculável de riquezas naturais e favores fiscais.

    Comentário por sylvio — 15 fevereiro 2010 @ 17:01 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: