Professor Hariovaldo Almeida Prado

15 março 2009

Em noite de gala, parte boa da sociedade paulistana se reune para mimar sua dama maior

Filed under: Relatos Pessoais — Humberto @ 19:26
O augusto líder dos homens bons de São Paulo, futuro do Brasil, e uma da melhores damas do estado, seguidoras dos passos de Hebe, não se furtaram em prestigiar a festa.

O augusto líder dos homens bons de São Paulo, futuro do Brasil, e uma da melhores damas do estado, não se furtaram em prestigiar a festa.

O convite chegou às mãos do professor, que examinou-o atentamente. As letras bordadas em dourado diziam: “Ao nobilíssimo professor Hariovaldo Prado”. Um brasão adornava o envelope cor de salmão. Remetente: a decana  apresentadora de um influente programa de auditório cujos convidados são a nata de nossa sociedade, Hebe Camargo.

Apesar de preferir a paz e a tranquilidade de seu retiro, o professor não esboçou quaisquer dúvidas. O traje costumeiramente utilizado em eventos de grande importância, como a posse de FHC e George Bush, e a passeata do “Cansei”, estava pronto. O helicóptero nos apanharia às 17:00 hs.

Quando o mordomo anunciou a chegada do professor Hari Prado, todos se dirigiram aos jardins da mansão no Jardim Europa, onde ocorreram os festejos. Todos quiseram ser o primeiro a cumprimentar o professor, mas a honra coube, obviamente, à aniversariante. Que disse, entre outras gentilezas e rapapés, que a melhor coisa em se celebrar seus aniversários é a presença de nosso Mestre.

Velhos conhecidos das lutas cristãs e democráticas estavam no evento: João Dória Jr. ( que presenteou Hebe com uma bela e valiosíssima escultura feita por sua esposa Bia, a reproduzir fielmente aquela que, doada pelo casal para adornar uma praça paulistana – em substituição a um busto que homenageava um jornalistazinho comunista qualquer – foi retirada do local pela Prefeitura, após pressão exercida pela mídia lulista comprada ), Ivete Sangalo ( fabulosa cantora e formosa ativista política ), Ana Maria Braga e seu marido ( quadro técnico da mais pura excelência e fiel escudeiro de nosso prefeito-gestor, o varão Kassab ), entre outros.

Os convidados de honra além de – evidentemente – o professor Hariovaldo, foram o nosso grande líder varonil José Serra e exsa. esposa Mônica, que se divertiram como nunca. A primeira valsa da noite se deu quando Hebe tirou o professor Hariovaldo para a dança. Ele, que se notabilizou pela leveza e elegância com que flana pelo salão – fama essa adquirida nos bailes dos clubes militares na época da Redentora, e nos eventos festivos do direito uspiano – fez Hebe deslizar graciosamente, para deleite dos espectadores, que aplaudiram e chacoalharam as jóias febrilmente em reconhecimento ao talentoso casal de bailarinos.

Não entrarei em maiores detalhes quanto ao buffet. Basta dizer que os convivas tiveram à sua disposição as delícias fornecidas pelas empresas que fornecem a merenda às escolas da rede municipal paulistana. Coisa da melhor qualidade. Deliciosas e tenras carnes, fornecidas pela fazenda de nosso Farol FHC abrilhantaram o lauto jantar.

A diversão ficou por conta da formosa irmã Ivete Sangalo. Um DJ também fez “ferver” a pista. Momento cômico: um engraçadinho anônimo proferiu um enigmático “Toca Raul”, e o DJ não deixou por menos e, em deferência a nossa anfitriã, fez os convivas delirarem com o hit do ex-parceiro do nosso internacionalmente reconhecido escritor e membro da Academia, Paulo Coelho, a canção “Eu nasci, há dez mil anos atrás”. Hebe chegou às lágrimas, que não cessaram tão cedo, já que Julio Iglesias também dedicou várias de suas canções à veterana apresentadora e ativista política, famosa por sua batalha em prol da democracia, da família, da honestidade nas contas públicas e da qualidade da televisão brasileira. Ela, que viveu uma época em que o rádio, a TV, as revistas e jornais e o gramofone não serviam de instrumento para a disseminação da perigosa doutrina bolchevista-leninista, como ocorre hodiernamente, ainda batalha na trincheira dos homens e mulheres exemplares da Nação.

Não podia deixar de mencionar: o usurpador-mor teve a ousadia de comparecer ao evento. Um convite lhe foi enviado apenas por questão de boa educação e ele, que não dispõe disso, surgiu no local. As pessoas se afastavam de sua atroz figura, como quem foge de cobertores contaminados com a varíola. Vendo que sua situação periclitava, o apedeuta usurpador se retirou, não sem antes ser revistado NA SAÍDA da mansão. Não conseguiu nem mesmo subtraír da festa uma garrafa de uísque. Que audácia desse cidadão.

Após longo discurso, em que exaltou seu maravilhoso e progressista governo, nosso líder varonil José Serra chamou nosso mestre Hariovaldo para discursar perante a platéia de celebridades e figuras destacadas de nossa sociedade.

Em apenas 3 minutos, nosso Mestre orador conclamou os homens e mulheres cristãos da Nação a resistir ao assédio vermelho e à maldita infiltração marxista em nossa Nação e obteve êxito. Cada homem e mulher ali sentiu o sangue em ebulição. O brilho em seus olhos denotava patrotismo e fé. Os dias do usurpador estavam contados. A reação se fortalecia.

Apesar de um evento festivo sem conotação político-partidária, não houve como não convidar àqueles pilares da sociedade a ação democrática imediata, contra a malta revolucionária que levou a Nação ao caos e à desordem. Findo o discurso, Hariovaldo convidou a todos a orarem à São Serapião. Um silêncio respeitoso invadiu o local. Senhoras da sociedade, fervorosas seguidoras de São Serapião se debulharam em lívidas lágrimas.

Terminada a oração, a OSESP executou um minueto em SI BEMOL, enqunto todos se retiravam lentamente, em êxtase silencioso e divino.

Anúncios

28 Comentários »

  1. É muita boiolagem….

    Comentário por Paulo Sarmanho — 15 março 2009 @ 20:18 | Responder

  2. Dr. Humberto Amadeu, que relato empolgante e realista. Ao ler, senti-me presente a este explendido rega-bofe – diga-se de passagem – digno de nossa tradicional e cristã sociedade paulistana. Seu texto, pela leveza, alegria e, ao mesmo tempo, rigor, pode ser comparado à lavra do nosso inesquecível Ibrahim Sued. Faço apenas um reparo: o Sr. esqueceu-se de assinalar que a OSESP não foi regida pelo maestro stalinista, já devidamente defenestrado pelo Grande Presidente Fernando Henrique Cardozo.

    Parabéns, Dr Humberto

    Comentário por Alberto — 16 março 2009 @ 01:41 | Responder

  3. kkkkkkkkkk!
    quase me lasquei de rir com a crônica dessa festa de arromba.

    agora, tem neguim que até hoje não entendeu os escritos humorísticos-anedóticos-satíricos-anárquicos ou que diabo seja isso do excelso doutor humberto. sugiro ler a caras ou a veja.

    abçs

    Comentário por carlos anselmo-fortaleza-ceará — 16 março 2009 @ 09:07 | Responder

  4. Nessas recepções podemos ficar aliviados quanto ao futuro do nosso país, tendo a certeza que seremos salvos da barbárie bolchevista/marxista/lulista/chavista/evolista, pois a nossa elite benevolente, generosa, humilde, defensora dos oprimidos, da família, da propriedade, dos bons costumes e do bem estar social de todos os irmãos brasileiros, não nos deixará ao alcance da sanha dos demônios vermelhos.

    Comentário por Marcos — 16 março 2009 @ 09:11 | Responder

  5. Prezado Professor
    O dia que eu parar de rir eu mando um comentario…

    Comentário por Robin — 16 março 2009 @ 13:01 | Responder

  6. Oi caro primo professor
    Mesmo como penetra daria tudo, ou melhor, quase tudo para estar nesta ganden-party. Comemorar o niver desta dama, bem-nascida a 10.000 anos atrás, ao lado de tantas personalidades, intelectuais e líderes religiosos e democráticos seria sublime. Ainda mais que tendo impedido a entrada da ralé, principalmente daquele instruso semianalfabeto, poderíamos degustar os vinhos das melhores safras e os mais finos acepipes ao lado do nosso futuro presidente. Poderíamos mesmo sugerir a este futuro condutor dos destinos da nação a trocar seu nome (aquele analfa, não trocou?). Caro professor, não acha que a troca de Zé Serra (um nome assim sem muito charme) por Joseph Hill (mais internacional, como seria Petrobrax em lugar da capira Petrobrás, como desejou nosso caríssimo FHC)? Certamente seria muito bom para melhorar nossos relacionamentos internacionais e obter mais investimentos de nossos irmãos do norte que sempre estiveram dispostos a ajudar-nos, quando procedemos de acordo com suas preciosas orientações. Neste momento de crise internacional, provocada e alimentada pelos ex-países da cortina-de-ferro em conluio com a malta vermelha e seus asseclas da AL, jamais poderemos prescindir da cavalaria que não nos faltará no momento que os índios e os sem-terra se aproximarem do círculo formado pelos carroções de nossa caravana. Sim, como estes bravos soldados e a ajuda de São Serapião jamais seremos vencidos.
    Sem nenhuma mágoa por não ter sido convidado, deixo meus parabens e votos de que esta dama maior da nata da sociedade paulistana possa comemorar outros 10.000 anos com a mesma saude e inteligência.
    Seu primo (invejoso)
    Kid Prado

    Comentário por Melchíades A. Prado — 16 março 2009 @ 14:16 | Responder

  7. Com certeza São Serapião derramou suas bençãos sobre tão ilustre figura,a aniversariante secular …DONAHEBE sera a proxima santa protetora dos bemnascidos de Saõ Paulo ,qdo tiver nos deixado…alvissaras como sempre um deleite suas sabias palavras Hari querido

    Comentário por sonia avino — 16 março 2009 @ 15:29 | Responder

  8. Puxavida, é a nata da nata. Estamos tranquilos quanto ao futuro do nosso País.Abraço.

    Comentário por Roberto — 16 março 2009 @ 17:53 | Responder

  9. Prof. Hariovaldo, como campeão dos homens bons, nessa guerra santa contra as hostes vermelhas e atéias, só posso dizer uma coisa, por S. Serapião e S. Escrivá, o digno fundador da Opus Dei, que DEUS é paulista, só pode por ter nos dado, o grande presidente que distribuiu as riquezas da nação aos homens bons, FHC, e agora por nos dar a oportunidade de conviver com por ora maior govenrnador deste país, e futuro presidente, mostrando seu lado sensível ao parabenizar a centenária dama dos programas de televisão, Hebe Camargo e ao posar ao lado da jovem dama Ana Maria Braga, mulher de fino gosto, e coração puro, basta ver seus casos com seguranças, e pessoas de baixa renda, é comovente. Alvíssaras!!!!!!!!

    Comentário por José Carlos dos Santos — 16 março 2009 @ 21:25 | Responder

  10. Maravilhoso. Mas vcs precisam conhecer a tradiocional família mineira.

    Comentário por Aécio Costa e Silva Neves — 16 março 2009 @ 21:33 | Responder

  11. Quão belo texto divino mestre; chego cá depois de sentir tamanho ciúme e inveja pelos mais belos rodopios que fizeste com a mais bela dama da sociedade cristã paulistana. Que moça de divina face. Que sempre lutou pelos de pouca sorte neste país, onde bárbaros barbudãos e de língua presa tomaram de assalto nosso país.

    Mas Fico feliz que o Sr. tenha se feito presente a tamanha celebração. Ver a Ana Maria Braga mais loira do que nunca, O João Doria, O Nosso GRÃO MOR Jose Serra, futuro e maior timoneiro desse país indo prestigiar a debutante. Sinto me feliz.

    E pelo Sr que rezo, por este blog que mostra as verdades; pra que nossa debutante nunca tenha rugas, pra que a Ana Maria Braga continue loira, pra o João Doria não perca mais cabelos, pra o Jose Serra continue sempre bem apessoado. Assim sendo estaremos salvos do demonio comunista/maxista/barbudo!!!

    Saudações cristãs

    Comentário por Al Colatra — 16 março 2009 @ 21:47 | Responder

  12. AAAADDDDOOORRROOOO, idolatro e sempre venho aqui visitar nosso querido Hariovaldo.
    Mas desta vez, sou obrigado a dizer, fui exposto a overdose!!
    Fiquei incapacitado de esboçar reação, conseguindo me esborrachar de rir somente após a segunda leitura!!!!

    Comentário por alessandro — 16 março 2009 @ 22:00 | Responder

  13. Que São Serapião abençoe as pessoas de bem deste país!
    Se, às vezes, nos sentimos perdidos ante o avanço do bolchevismo, nesses momentos desanuvia-se-nos o pensamento e recuperamos a esperança de dias melhores!
    Eu amo a Hebe, símbolo de São Paulo quatrocentão!

    Comentário por Marcos Olivares — 17 março 2009 @ 11:32 | Responder

  14. Esta festa me fez lembrar de uma regreção há vidas passadas que fiz recentemente, quando as portas do purgatório me encontrava para meu devido juízo e, na sala de espera, repousavam tranquilamente pecadores maiores a espera da chegada da “capivara celestial” para apreciação do judicante-mor. Ao meu lado, um alemãozinho baixinho, de parco bigodinho e aparência insolente. Ao perceber o meu portuguesismo abrasileirado, logo quis saber notícias da sua baby sister Hebe Camargo.
    A mão que balança o berço, é a mão que governa o mundo!!!
    Tocar “Eu nasci, há dez mil anos atrás” no anivdersário da Hebe, é uma ofensa aos animais prestoricos.

    Comentário por Roberto Martins — 17 março 2009 @ 12:16 | Responder

  15. Maravilhoso relato, adoraria ter participado deste banquete em companhias tão ilustres, prof Hariovaldo, o Sr deve ter ficado muito alinhado usando o modelito da passeata do “Cansei”, imagino a emoção do momento da oração a São Serapião quando todos debulharam-se em lágrimas.Vida longa ao mestre Hari.

    Comentário por miriam Pig — 17 março 2009 @ 18:54 | Responder

  16. Oh, que inveja daqueles q

    Comentário por Anão Zangado — 17 março 2009 @ 18:58 | Responder

  17. Oh, que inveja sinto daqueles que desfrutaram da oportunidade de comparecer a tão augusto convesvote! Ver a nata da sociedade reunida para dar vivas às excelsas figuras de Hebe Camargo e José Serra – nosso futuro Presidente – isso sim é um espetáculo digno de se ver.

    Comentário por Anão Zangado — 17 março 2009 @ 19:01 | Responder

  18. Eu estou a me debulhar de tanto rir, no incrível comentário 14, parece que o sujeito ousou colocar a D. Hebe como babá do Hitler – ou será que foi só impressão minha?
    Esse pessoal tem muita imaginação – será obra da fé em São Serapião?

    Comentário por Josemar — 18 março 2009 @ 21:29 | Responder

  19. Professor Hari(permita-me a intimidade),
    Conforme relatado acima, esse exclusivo convescote me faz tremer de fervor direitista. Tal o privilégio concedido a ti, permito-me começar a frequentar o clube Paulistano para ser lembrado no próximo evento. Só espero que os bolcheviques vermelhos travestidos de homens de bem lá infiltrados tenham desistido de convidar o comunista Zeca Pagodinho para lá cantar os hinos stalinistas e maoistas.
    Alvíssaras!

    Comentário por Andre Almeida — 19 março 2009 @ 06:16 | Responder

  20. Certamente, perclaro Josemar,

    Nosso querida Hebe foi babá de várias personalidades famosas nas últimas 40 décadas. Lembro-me que ao prestar concurso vestibular, nos idos de 1953, uma das questões da prova de história era: “A tomada de Constantinopla pelos turcos otomanos em 1453 assinala: a) O início da Idade Média; b) o início da Idade Moderna; c) O início da Idade da Hebe Camargo; e D) O fim da Era das Odaliscas?”

    A alternativa correta era, logicamente, a alternativa C.

    Comentário por Altemar Altivo — 19 março 2009 @ 06:18 | Responder

  21. Venho por meio desta representar meu protesto a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. Infelizmente por incompetência federal, meu convite só chegou quando a festa já tinha se encerrado. Felizmente temos nosso mestre, professor Hariovaldo Prado para nos descreve-la, com seu rico vocabulário, em riquesa de detalhes a maravilhosa festa da nossa queria elite social!

    Comentário por Ulisses Simon — 19 março 2009 @ 11:37 | Responder

  22. Ah essas estatais!!Sao mesmo uma inutilidade!
    So privatizando os correios tb,assim,o funcionamento e as tarifas,serao uma maravilha,a exemplo da telefonia!!!

    Comentário por Quatrocentona — 19 março 2009 @ 13:13 | Responder

  23. Nobre Vetusto Professor,

    Em vosso relato do fulgurante do banquete Hebeliano (da Hebe) sinto a falta de discorrer sobre a presença daquele que, em minha humilde opinião, é o luminar máximo da casta do Homem Bom Paulista, o paulista quatrocentão descendente da mais nobre estirpe de fenícios: Paulo Maluf.

    Em toda campanha eleitoral deste bastião da honestidade, Hebe sempre foi combatente de primeira hora, apresentando sua alva face digna de reclame de sabonete Lux Luxo (o sabonete das estrelas), nos manifestos televisivos eleitorais em favor da eleição de tão elevada alma como Preboste Paulista (e outros cargos menores e maiores também).

    Causa-me profunda estranheza a ausência de tão iluminada figura na homenagem a esta donzela centenária, que como Joana D’Arc da cultura, amplia os horizontes da plebe ignara entrevistando o “creme de la creme” da nata paulistana e arredores.

    Porquê, nobre professor, porquê haveria a nobre dama de convidar para adentrar sua humilde morada somente o atual Preboste Paulista e não convidar o maior de todos os Prebostes que já teve a honra de governar a Paulicéia?
    Vosso relato, em que pese o júbilo regozijante que me traz, não deixa de alinhavar sobre minha alma uma ponta de pesar pelo não convite a este refestelamento gastronômico do maior de todos os Prebostes de todos os tempos.

    Reiterando os protestos de elevada estima e consideração,

    Joseph Hill

    Comentário por Joseph Hill — 19 março 2009 @ 22:17 | Responder

  24. Hill,vc falou pela boca de um anjo!!!!

    Comentário por Quatrocentona — 20 março 2009 @ 12:12 | Responder

  25. Salve salve, mestre dos mestres
    Nosso baluarte da sabedoria, dos bons costumes, fineza e educação.

    Novamente estou aqui extasiado com os detalhes de uma festa tão requintada, com tantas pessoas de bem, educados, inteligentes e finos.

    Um dia o Brasil terá 95% da estirpe paulistana e seremos uma nação de primeiro mundo

    Comentário por Hariovaldo Jr — 20 março 2009 @ 12:55 | Responder

  26. Caro professor, admiro pela forma que escreve e usa tão bem as palavras.

    Mas tenho que discordar com a posição que este homem aí, seja o Futuro do Brasil.
    Mas são apenas posições…

    Forte Abraço
    Robson Niedson

    Comentário por Stive — 22 março 2009 @ 11:14 | Responder

  27. Tá certo. De quem é o fake desse blog?

    Comentário por Leandro Ilek — 23 março 2009 @ 10:34 | Responder

  28. Na fina sociedade dos porcos, as pérolas são as infinitas tergiversações de Hari, o hilário, se quer comer a Hebe, usa viagra hein!.

    Comentário por Kid Ota — 9 abril 2009 @ 13:03 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: