Professor Hariovaldo Almeida Prado

7 maio 2011

Saudoso intelectual dos Homens Bons segue sendo referência na luta contra o comunismo

Filed under: economia — Hariovaldo @ 05:41
Tags: , ,

Soberanos somente os Homens Bons, que sempre encontram segurança nos países do bem. Não cabe a gentalha empunhar a falsa bandeira do nacionalismo e querer se apossar dos recursos naturais que teriam melhor proveito nas nações fortes do norte, isso é bobagem. Roberto Campos, considerado nos E.E.U.U. um dos maiores brazillianist de todos os tempos, nos deixou muitas lições valiosas que certamente voltarão a ser seguidas quando o poder for reconquistado pelos homens de bem. Aguardamos ansiosamente ver chegar este dia.

Anúncios

55 Comentários »

  1. Bob Campista Mestre Hari,

    Acho que chegou a hora de exumarmos o corpo desse Homem Bom e beatificá-lo para posterior canonização. Ele será um santo guerreiro de nossa causa de entregar o que resta dessa Terra de Santa Cruz após anos de domínio comunista para o controle e boa administração pelos homens bons do norte.

    Comentário por Alberto Armando Albuquerque — 7 maio 2011 @ 06:43 | Responder

    • Oh fausto representante dos homens de benz! Linda a definição de que a ditadura de direita é bio-degradavel. Amei. Robert Fields, mesmo tanto tempo depois vc continua sendo nosso north.

      Comentário por Don Fernando Puríssimo e Imaculado — 7 maio 2011 @ 23:42 | Responder

  2. tio hari,
    não vejo a hora de assinar com os homens bons do north o acordo caracu.
    aonde eles entrarão com a cara.

    alvissaras.
    e.t. çerra é udn.

    Comentário por emerson57 — 7 maio 2011 @ 06:46 | Responder

  3. Mestre dos Mestres,

    Só o senhor para me transportar a um passado longinquo. Lembrei dos meus tempos de USP, onde esse dito ser era conhecido como Bob Fields, de tão alinhado com os americanos do norte.
    É um homem mais que bom, é bombom

    Comentário por Mariana Martins — 7 maio 2011 @ 08:19 | Responder

    • Lamentável foi quando um marido traído (ou foi sua namorada?)deu-lhe umas facadas, literalmente. O PIG, que já existia naquela época com outro nome, funcionou com um abafômetro enorme (observem que eu não estou mentindo, o que não existia ainda era o bafômetro). É preciso contar esta estória direito, professor. Este Bob Fields era esta brastemp que o senhor está dizendo…

      Comentário por Armiro da Cartucheira — 7 maio 2011 @ 17:46 | Responder

  4. Globalizado Mestre,

    Rendamos as maiores homenagens a esse exemplo de brasilidade prosperante, o santo senhor Doutor Bob Fields, que tanto demorou a partir.

    Que São Serapião cubra esse grande filho da pátria com seu pesado e escuro manto.

    Comentário por Don Joze de Pan y Agua — 7 maio 2011 @ 08:22 | Responder

  5. Petrosaurico Mestre
    Deveríamos erigir um monumento a este filho da p()atria , que tão veementemente defende nossos interesses .

    Comentário por T. Melo Rego — 7 maio 2011 @ 08:45 | Responder

    • Amigo T. Melo Rego

      Felizmente, muitos são aqueles de mãe que vendem cerveja a R$ 20,00, que ainda primam em dirigir nossa “bela” juventude para os caminhos dos “the northern brothers”.

      Também felizmente, eles sempre irão existir e garantir, sem sobras de dúvidas, a defesa desta bela “pátria brasilis” em nosso favor, homens de bem e de benz.

      Saudações

      Comentário por De Vaneio — 7 maio 2011 @ 17:41 | Responder

      • Prezado Confrade De Vaneio,

        Creio que estás a frequentar sitios que inflacionam o custo do precioso líquido. Cá em minha região, não pagamos mais que R$ 10,00 a garrafa.

        Comentário por Comendador José Antonio Silva Tavares de Carvalho e Albuquerque — 7 maio 2011 @ 20:57

      • Dileto Comendador

        Considerei o valor de R$ 20,00 como uma especial deferência às genitoras de tantos nobres políticos; considerar valores baixos, seria o mesmo que nivelá-las àqueles de mais baixa vulgaridade, somente encontradas nos descaminhos do povão sofrido, serviçais dos homens de bem e de benz.

        Saudações

        Comentário por De Vaneio — 8 maio 2011 @ 10:29

  6. Mestre Hari.

    Pediria aos caros confrades e confradas que me confirmassem que esse probo homem foi alvejado no centro de SP muito tempo atrás. O atirador deveria ser um marxista impedernido a buscar o capital.Ou seria mais uma lenda urbana?

    Comentário por H. ROMEU PINTO — 7 maio 2011 @ 09:30 | Responder

  7. Mestre Hari, na paz do Cenhor

    Concordo plenamente com os confrades acima. Bob Campos beatificado. A decisão do Pastor Alemão sai antes da petição da Copa em Honduras 2014.

    Comentário por Tucano Fanático — 7 maio 2011 @ 10:29 | Responder

  8. Profi a coisa não está tão desesperadora assim, afinal o FHC ainda vive.
    Ele foi, é e será sempre melhor que Roberto Campos , afinal o Beto Campos era só economista de teoria, o Fernandinho foi da pratica.

    Comentário por Ana Cruzzeli — 7 maio 2011 @ 11:34 | Responder

    • DonAna, concordo inteiramente com vossa mercê. Aliás, do Bob ficou também outra linda e maravilhosa lembrança de que muitos se esqueceram. Foi ele o inventor junto com o dr. Beltrão do sistema de indexação da economia atrelando tudo à inflação. Maravilhosos tempos aqueles em que tínhamos o “overnight” a trabalhar para nos encher as burras… Hoje, se não trabalhar como quer a Búlgara, não ganha “dindim fácil”. Que coisa virou our country, Brazil!!!

      Comentário por Comendador Phyntias — 7 maio 2011 @ 21:11 | Responder

  9. PRIVATIZANTE E PRÉ-VIAGRA MESTRE PROFESSOR HARI PRADO.

    Como faz falta esse filho da pátria, não é mesmo professor? Tanto que folgamos em vê-lo, mesmo que em vídeo. Será que ele não se dignaria a abandonar aquele lugar quentinho que está hoje e aparecer em alguma “mesa branca” para dar conselhos a esses bolchevistas que estão no poder.

    Afinal, ele demonstrou que acredita nessas coisas ao falar em “bruxarias e umbandas” não é mesmo? Não sabia também que “areias monazísticas” eram utilizadas pelos macróbios para dar “sustança” aos seus “penduricalhos”.

    Achava justamente o contrário. Que por ser radioativa, só o fato de sentarmos ou deitarmos em tal solo, a reação seria como a de “chocar” os ovos e eles não servirem mais prá nada. Ovos podres a gente joga no lixo, não é verdade? Eu que não sô besta de me aproximar de nenhuma substância destas, ou qualquer outra com aquele “símbolo redondo em forma de calota”! Nem de aparelho de raio x eu sou muito fã.

    Saudações!

    Comentário por Padre Quevedo — 7 maio 2011 @ 12:19 | Responder

    • Bom e precavido cura,

      Se esses tais de raios x fossem boa gente, teriam um nome pomposo: Raios Hariovaldus, Raios Humbertus etc. Se se escondem atrás de uma mísera e pouco confiável letrinha,se seu operador foge da sala, boa coisa não serão.

      É como aquelas letras minúsculas nos contratos, bulas e rótulos. Nunca li o homenageado pelo Mestre, mas aposto que suas obras são cheias de letrinhas miúdas.

      Que São Serapião nos proteja das radiações e das miuçalhas.

      Comentário por Don Joze de Pan y Agua — 7 maio 2011 @ 20:32 | Responder

    • Reverendíssimo Pároco,

      Nos bons tempos de Bob Campos, até os raios-x eram racionados para a escumalha. Lembra da abreugrafia?

      Hoje, até a radiação é distribuída aos borbotões para essa gente.

      Pena que não seja o bastante para os deixar estéreis, e continuam se proliferando como preás.

      Mas isso não nos assusta, pois temos do nosso lado Dom Fernando, que possui uma sanha reprodutiva inigualável.

      Comentário por Professor Temístocles Sabóia Filho (o bom) — 8 maio 2011 @ 01:02 | Responder

  10. Nobres Confrades e Caros Camaradas Vermelhos
    Este que já foi (Graças a Deus), não tem nada a acrescentar para o momento presente. Em relação ao seu discurso no vídeo acima eu só tenho um comentário:

    BLÁ BLÁ BLÁ… …e whiskas sache

    Comentário por Cachorrinho Pulguento — 7 maio 2011 @ 12:22 | Responder

  11. Bobfieldlógo mestre,

    o inolvidável autor de Lanterna na Popa é uma eterna Vênus a brilhar nas trevas! De ladinho ou na popa, sem preconceitos! O homem que deu à luz ao Farol de Alxandria, que criou a escola de clarear o passado!

    De popa em popa, breve estaremos no sec XVIII!

    Alvíssaras!

    Comentário por SáeBenevides — 7 maio 2011 @ 12:41 | Responder

  12. Muito bem dito pelo nosso saudoso Bob. A Petrossauro continua ai para infortúnio do Brazil decente e trabalhador. Nosso farol lutou bravamente para transforma-la, como fez com a Vale, em uma empresa saudável e alinhada aos interesses dos homens bons e de bens. Infelizmente não houve tempo, e o final dessa missão foi delegada ao nosso presidente de nascença, D. José Serra. Este teve seu trono usurpado pelo molusco apedeuta que por sua vez transformou a Petrossauro em uma empresinha deficitária, que serve apenas de cabide de emprego para petralhas e sindicalistas pelegos (redundância). O pré-sal é uma mentira mal contada que somente crédulos e inocentes acreditam. Se realmente houvesse petróleo no Brazil a Chevron já haveria de ter descoberto, uma vez que nosso glorioso Farol acabou com o pérfido monopólio da Petrossauro.

    Comentário por Sir Roderick — 7 maio 2011 @ 12:49 | Responder

  13. Martensítico e Hidrocarbônico Prof.Hariovaldo
    O ultra patrióta brazillinist Roberto Campos, já nos exortava a abandonar as preocupações com o uso
    dessa tecnologias superadas que empregam Ferro, petróleo, energia hidroelétrica, borracha para pneus e
    cheios de ar ainda! Pergunto aos sapientíssimos mestres que frequentam esta tribuna, até quando
    utilizaremos água para cozinhar? e papel higiênico? e…?

    Comentário por Von Kasca — 7 maio 2011 @ 13:50 | Responder

    • Sabe Von, acho que o Roberto Campos assim como Adam Smith acreditavam que o l’argent devia ser gasto na indústria e os sem eira nem beira, que continuem assim.Tudo gira em torno da industrializações dos industriais e empresários, assim como Eiki e tantos outros meia dúzia.
      O hábito de ficar colocando impostos sobre a indústria atrapalha a produção, inibe a. Já há os que pensam que o Deus mercado é mais que poderoso que todo. Não é. A indústria que deve estabelecer os preços ao seu critério.
      Quem quiser falar de saúde, transporte, educação gratúita é muito chato mesmo. Sem imaginação alguma.

      Comentário por vipissima — 7 maio 2011 @ 15:02 | Responder

      • Não apoiado!

        Comentário por Brasileiro Sem Eira Nem Beira da Silva — 7 maio 2011 @ 15:43

      • Caríssima Vipíssima,

        Eu gosto de falar de transporte – Ferrari, Alfa Romeo, Porsche…

        Gosto também de educação gratuita – a nossa. Essa gente marrom não demonstra educação nem que os paguemos!

        também gosto da saúde – principalmente das meninas para as quais presto ensino catequético – é muita saúde!

        Comentário por Professor Temístocles Sabóia Filho (o bom) — 8 maio 2011 @ 01:11

  14. São Serapião, precisamos conversar, pfvr? Já não sei mais que fazer, mas sinto que vão matar Bradley Manning. Uma injustiça. Outra. Obama foi a pior traíra dos últimos tempos. Eu nem cumprimento.
    Acabei de ler uma reportagem sobre ele…so sad, quantas calúnias meus amigos. Coisas do tipo a bolinha de papel do coco do Níger.
    Problemático desdos 8 pela separação dos pais. Adolescente rebelde. Adorava bancar o racker, só por curiosidade alivia a reporcagem. E pasmem senhores, Bradley Manninig é gay.
    E viva o Brasil.
    http://www.washingtonpost.com/lifestyle/magazine/bradley-manning-then-and-now/2011/04/16/AF81grqF_gallery.html#photo=19

    Comentário por vipissima — 7 maio 2011 @ 14:41 | Responder

    • Vip Vipíssima,

      O sr. Manning sempre demonstrou possuir tendências suicidas. Dia destes ele consegue. E viva a democracia que nossos irmãos do norte pregam e defendem com unhas e dentes, aliás, com bombas e balas de urânio empobrecido.

      Ainda bem que entre nós há dedicados discípulos como o ora homenageado pelo Mestre e por todos nós, é claro.

      Que São Serapião ilumine os nossos caminhos.

      Comentário por Don Joze de Pan y Agua — 7 maio 2011 @ 20:40 | Responder

    • Cuidado Vipíssima, há uma perigosa bebida no mercado sendo oferecida graciosamente aos homens bons e mulheres boas, mas incautos, por perigosos agentes do leste europeu. Stasi? Explico, trata-se do perigoso chá alucinógeno Dilmah, vá saber de que “ervas” é feita a bebida que está abduzindo mentes e corpos para a marxismo Chavo-lullo-dilmista petralha.
      Quem avisa amigo é: http://www.dilmahtea.com/DilmahStory.aspx
      Depois não diga que não foi avisada desse novo conto da Cinderela, quando acordares, abusada, em um hotel desconhecido, gritando dizeres revolucionários e marxistas, desconexos.
      Feliz dia das mães!

      Comentário por Ramsés II — 8 maio 2011 @ 15:52 | Responder

  15. Um site que deve ser levado tão a sério como esse do Prof. Hari: http://fimdostempos.net/dilma-bolsonaro.html. Após 21 de dezembro de 2012 a política voltará à normalidade e os campineiros Bolsonaro e Olavo de Carvalho serão os líderes.

    Comentário por Campineiro Orgulhoso — 7 maio 2011 @ 16:42 | Responder

    • Em Matrix, Morpheus diz a Neo que a escolha da pílula azul apenas camuflará a verdade, mantendo, assim, sua mente aprisionada…
      …a pílula vermelha iria libertar sua mente de todos os conceitos e pré-conceitos existentes!

      Por serapiao, muito obrigado por me mostrar a verdade grande Campineiro. Sem a vossa orientação jamais conheceria um site tão útil para as nossas vidas. Você, Campineiro, é o nosso Morpheus. Homens bons e mulheres boas visitem o site indicado acima.

      Comentário por Cachorrinho Pulguento — 7 maio 2011 @ 18:41 | Responder

    • Cacilda!!!!!!!!! Vivi na escuridão até hoje. Com bolsonaro, olavo, cabeção , cerra, fbi, cia & cia . Entraremos no PARAÍSO EM 2012.

      Comentário por caciulda — 7 maio 2011 @ 19:20 | Responder

    • Fomos ultrapassados. ELES TEM SEU PRÓPRIO PROFETA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Comentário por Paulistano Invejoso — 7 maio 2011 @ 19:32 | Responder

      • Confradas e confrades, Mestres Hariovaldo e Amadeu,

        Acredito que o Partido da União dos Melhores do Brazil encontrou seu veículo de mídia, bastando trocar “fim dos” por “melhores”. Perfeita afinidade ideológica, equipe redacional da melhor qualidade, comentaristas de raro discernimento. Juntos, o PUMdoB e esse periódico farão o coração serapiônico pulsar mais forte e alegremente.

        Comentário por Don Joze de Pan y Agua — 7 maio 2011 @ 21:02

    • Gostei do blog , está cheio de verdades , acredito que se Bob Fields estivesse entre nós ele também seria um assíduo frequentador .Eu não sabia que o petelhos eram uma raça tão maquiavélica , aposto que eles comem criancinhas no café da manhã . Que São Serapião e São Pinochet tenham misericórdia deste pobre torrão tupiniquim e empoçe nosso amado Dom José Bolinha de Papel no trono do Planalto em 2015 ! Alvissaras !

      Comentário por T. Melo Rego — 8 maio 2011 @ 03:28 | Responder

  16. Até mesmo Lacerda, o corvo, apelidou essa entidade do umbral de Bob Fields, tamanha a capacidade entreguista do véio reaça, hoje já reduzido fisicamente ao tamanho de sua capacidade moral.
    Que permaneça onde está em companhia do chifrudo.

    Comentário por Le revolucionair — 7 maio 2011 @ 16:53 | Responder

    • EU JÁ MIJEI NA COVA DÊSTE F.D.P.TENHO ÓDIO DÊLE…

      Comentário por mussaadolf — 7 maio 2011 @ 18:59 | Responder

      • O ódio deve ser evitado. Veja videos com bastante amor cristão (tipo Olav von Carvalho e Jair Bolseau).

        Comentário por Paulistano Invejoso — 7 maio 2011 @ 19:37

      • Mas o que é isto mussaadolf?
        Isto é jeito de se falar? O fato de ter ódio dele não é motivo para isto! Urinar na cova deste desgraçado não é uma atitude digna de seres humanos; Isto é coisa de Vira-Lata, isto é…
        … Bem, pero si pelo no… me dá o endereço desta cova que irei lá fazer a minha função.

        Comentário por Cachorrinho Pulguento — 8 maio 2011 @ 18:52

  17. Neolítico Mestre do Ferro.

    O povinho brasileiro tem é que plantar café e vender o ferro do subsolo, que em breve será norte-amercano, pois esse povinho só serve pra escravidão. Esse negócio de agregar valores ao ferro pra vender mais caro é coisa de comunista que sonha que um dia o poder virá do povo e ao povo será devolvido.

    Coloquemos o povinho na lavoura de cana de açúcar e chamemos os capatazes pra deitar o chicote nessa gentinha que se atreve a querer entrar no primeiro mundo, aquele mundo ariano que só tem gente branca de olhos azuís.

    Chamemos o exército pra colocar ordem nessa corja de comunistas assanhados. Já estão passando dos limites. Salve Roberto Campos, o neo-progressista engomado pra colocar a gentalha em seu devido lugar.

    Saravá, ops, ao combate.

    Comentário por Pureza Álvara Real — 7 maio 2011 @ 21:22 | Responder

  18. Comoditero Mestre Hari, confrades:

    Esse nobre senhor, também conhecido como Roberto Campos (ou Bob Fields) iluminou o Brasil ao publicar a obra “A lanterna na popa”.

    Somente fico me perguntando que popa Bob Fields queria iluminar: será que era a do Brasil, para que a entrada de capitais estrangeiros se desse por aquele lugar?

    Comentário por D. Sebastião — 7 maio 2011 @ 22:25 | Responder

    • Caro El Rey.
      Colocar a lanterna na popa é apenas um modo de demonstrar aos nossos irmãos do north por onde quieremos ser invadidos .

      Comentário por T. Melo Rego — 8 maio 2011 @ 03:33 | Responder

      • É claro que nós , os de alva cutiz e amantes do néoliberalismo já estaremos bem longe quando este dia chegar , tal qual nosso amado presidente de nascença ( Dom JOsé Bolinha de Papel ) , que escafedeu-se quando soube que a gloriosa revolução de 64 estava a caminho !

        Comentário por T. Melo Rego — 8 maio 2011 @ 03:38

  19. Uncle King “confessa” que é o blogueiro do Serra:

    Do blog do dito cujo (08/05/2011 às 6:55):

    “Eu sei que ele me inclui entre os “blogueiros” do Serra. Como não conheço os outros, devo ser o único. Quando o ex-governador está entediado, me liga:
    — Dá aí uma cacetada na obra filosófica do Chalita.
    Obediente, vou lá e executo a tarefa. Afinal, se não sou eu a falar mal da obra deste gigante da filosofia, quem o fará? Não há livro seu que não deixe a crítica de queixo caído. O silêncio que se ouve não é desprezo, mas estupefação diante do Maravilhoso. Ele há de entender a surda reverência diante da Epifania!”

    Comentário por Candinha Mexeriqueira — 8 maio 2011 @ 06:59 | Responder

    • Tia Carmela já tinha contado isso. Essa confissão é só uma profissão de fé.

      Comentário por Alberto Armando Albuquerque — 8 maio 2011 @ 10:47 | Responder

  20. Sei não, Mestre Hari. Acho que aquela amostra de DNA de Osama que Obama dise que tem é, na verdade, material genético de Bob Fields.

    Comentário por Lourdinha Syllwa — 8 maio 2011 @ 07:35 | Responder

  21. Wikipédia: “Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde, inicialmente, prestou concurso para escriturário do serviço público, neste concurso foi reprovado por não saber datilografar. Também tentou o concurso para inspetor de ensino, mas novamente teve de desistir – desta vez porque os diplomas do seminário não foram reconhecidos.Ingressou no serviço diplomático em 1939, trabalhando como diplomata nos EUA. Fez pós-graduação em Economia pela Universidade George Washington, e iniciou uma tese de doutorado (Ph.D) na Universidade de Columbia de Nova York, a qual não chegou a concluir”.
    Pergunto: é ou não é uma história muito parecida com a de Dom Chirico ?

    Comentário por Pe. Iscariotes — 8 maio 2011 @ 09:40 | Responder

    • E como que essa carniça conseguiu ser diplomata?

      Comentário por Marci — 8 maio 2011 @ 10:38 | Responder

    • Sim, padre Judas, parece mesmo, estou até desconfiado de uma re-encarnação simultânea entre esses dois bons filhos da pátria, um dos Campos outro da Serra, ou seja ambos rurais, entreguistas, carecas, neoliberais, não concluintes de teses no estrangeiro, de bens e benzs, são muitas as coincidências entre Dom Fields e Dom Chirico.
      Vou consultar o sacerdote do templo de Osiris para saber da possibilidade de encarnações simultâneas.

      Comentário por Ramsés II — 8 maio 2011 @ 10:41 | Responder

  22. DEOSDOCEO, parem com esta pieguisse – ta certo isso ae? – de dias das mães, pfvr? Mas, como ninguém é de ferro, vou prestar uma homenagem aos homens de ferro com um texto do discurso encantador, como sempre, de Paulo Coelho, o homem da cadeira 21 – acho.

    Com sua morte trágica, prematura, que privou o Brasil contemporâneo de uma de suas inteligências mais brilhantes, o pêndulo torna a oscilar e, em uma eleição onde a discussão sobre utopias foi a tônica, Roberto Campos consegue a maioria necessária para ocupar a Cadeira 21.

    Lembro-me de, ainda jovem, ir para as ruas protestar contra sua política econômica – embora na época não tivesse sequer idéia do que isso significava. Fernando Sabino, porém, cunhou uma expressão primorosa: “Todo homem é incendiário aos vinte anos, e bombeiro aos quarenta.”

    Aos quarenta anos, quando resolvi comprar o meu primeiro computador, vi um Brasil paralisado pela Lei da Informática, caminhando a passos largos em direção – não ao futuro, mas ao passado. Essa lei, que Roberto Campos tanto combatera, e que antes era uma abstração para mim, agora se transformava em algo concreto: estava me privando de um instrumento de trabalho. Ainda durante minha transição de incendiário a bombeiro, tive oportunidade de ler muitos artigos seus, e – mesmo a contragosto, já que sempre somos mais sectários do que ousamos admitir – terminei por lhe dar razão. O meu suposto inimigo de antes transformava-se em um homem capaz de defender com coerência e responsabilidade a sua utopia, buscando aí todas as tribunas possíveis.

    Minha admiração chegou a tal ponto que, sabendo de uma noite de autógrafos de seu livro “Lanterna de Popa”, fui até a Gávea para encontrá-lo. Uma chuva torrencial impediu muitas pessoas de comparecer, e eu tive a oportunidade de privar, por meia hora, da sua intimidade e inteligência fulgurante. Firme nas convicções, eloqüente nas argumentações, polêmico e provocador, Roberto de Oliveira Campos marcou a história do Brasil moderno. Correndo sempre o risco de não ser compreendido, era capaz de lutar até o fim por tudo aquilo que julgava melhor para nossa Pátria. Poucos foram os que se aplicaram em identificar profundamente o pensamento de Roberto Campos, e, entre estes encontra-se o jornalista Olavo Luz. Em sua biografia “Roberto Campos, o homem por detrás do mito”, Olavo nos deu uma dimensão humana desse Economista, Professor, Embaixador, Ministro de Estado, Senador, Deputado, e Acadêmico. Roberto Campos viveu entre o amor e o ódio.

    Despertava a fúria raivosa dos contendores e a paixão extremada, quase uma religião, dos admiradores. Um episódio na vida do meu antecessor merece especial atenção: Corriam os chamados “anos de chumbo”, cujo prolongamento Roberto Campos tanto condenou, defendendo o retorno do poder à sociedade civil, após o governo Castelo Branco, que chamava de “arrumação da casa”. Carlos Lacerda, também um brilhante político e, naquele momento, em campo oposto ao então Ministro Extraordinário do Planejamento, cunhou uma frase histórica:

    “O senhor Roberto Campos irrita a todos: mata os ricos de raiva e os pobres de fome”.
    Impassível, Roberto Campos respondeu com uma outra frase histórica, que seria também uma declaração honrada de armistício:

    “A violência da flecha dignifica o alvo”.
    Muitas vezes, em momentos em que me sentia julgado com severidade excessiva pela crítica, me recordava dessa frase. E me lembrava de outro sonho, do qual eu não estava disposto a desistir: entrar, um dia, para a Academia Brasileira de Letras.

    Há cinco anos, o acadêmico Eduardo Portella, durante o lançamento de “O Monte Cinco” na França, me se eu consideraria a possibilidade de uma candidatura. Perguntei se estava falando sério; ele disse que sim. Pouco tempo depois, Maria Eugenia Stein, amiga de longa data, resolveu promover um encontro com o então Presidente da Academia, Arnaldo Niskier. Retirei o sonho do meu coração, convidei-o para tomar um chá em minha casa, conversei abertamente sobre minhas pretensões, e tornei a guardar meu sonho em lugar onde pudesse contemplá-lo de vez em quando.

    No dia 9 de outubro de 2001, eu participava do Festival de Autores e Cineastas, em Montecarlo. Conversava despreocupadamente com o diretor americano Sidney Pollack, quando meu telefone celular tocou: Roberto Campos havia morrido.

    Pedi licença a Pollack, caminhei até a praia, fiquei contemplando o Mediterrâneo. Nos momentos em que precisamos tomar uma decisão muito importante, é melhor confiar no impulso, na paixão, porque a razão geralmente procura nos afastar do sonho – justificando que ainda não é chegada a hora. A razão tem medo da derrota. Mas a intuição gosta da vida, e dos desafios da vida. Eu também gosto, de modo que resolvi me candidatar, e confiei em meus amigos da Academia. Pessoas mais próximas me perguntavam: “Mas está mesmo na hora? Por que você não deixa isso para mais adiante?” Eu respondia: “Como é que você sabe que “mais adiante” é a hora certa?”

    E segui em frente.

    Comentário por vipissima — 8 maio 2011 @ 11:04 | Responder

    • Era a cadeira 51 ou foi o chá da Dilmah que deixou PC neste estado?

      Comentário por Ramsés II — 8 maio 2011 @ 16:27 | Responder

    • Vip, que missiva comovente.

      Realmente a humanidade não conseguiria avançar não fosse esse papiro escrito pelo Paulo Coelho, e pelas brilhantes idéias do Bob Fields.

      Sobre o Bob Fields, uma coisa me incomoda muito: por que ele defendia o livre-mercado e era funcionário do Estado Brasileiro? Por que essa (e outras tantas) almas liberais não se arvoraram em busca do seu sustento no mercado?

      Mestre Hari, por que todo liberal tem uma verdadeira paixão por benesses estatais?

      Ósculos, cara Vip.

      Comentário por D. Sebastião — 9 maio 2011 @ 01:41 | Responder

  23. Seguindo o Royal Wedding e agora com patrocínio do STF, cenas de casamentos entre homens bons:

    Parece que FHC vai pedir proteção sob a égide da Lei Maria da Penha, tamanho o esporro que levou de seu consorte, acusada de nada fazer pela população.

    Comentário por Joaquim Silvério dos Reis — 8 maio 2011 @ 17:06 | Responder

    • Consorte?
      Eu acho que quem estiver ao lado de fhc e aguentar aquele pulha, nao deve ser chamado de “consorte” e sim “semsorte”

      Comentário por Cachorrinho Pulguento — 8 maio 2011 @ 18:58 | Responder

  24. Mestre:
    Por que homenagear o pupilo se voce poderia ter homenageado o doutor Gudin mestre de todos esses grandes homens e que sempre defendeu enfaticamente a magnífica tese de que o problema do Brasil era a péssima qualidade do seu elemento humano.
    Abraço

    Comentário por DPR — 8 maio 2011 @ 21:56 | Responder

  25. Esse aí, tal Roberto c., um grande traidor, um calabar… (agente das multinacionais, imfames e exploradoras do trabalho e das nações) o diabo fez o grande favor de leva-lo. O que ainda nao aconteceu com principe dos sociologos e alguns dos seus asseclas juntos com o Serra e o tal aécio.

    Comentário por JOAO A. JR. — 9 maio 2011 @ 12:27 | Responder

  26. Ah, o glorioso Bob Fields, que saudades !!!

    Comentário por Myikhaella de Ettteila — 14 maio 2011 @ 12:23 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: