Professor Hariovaldo Almeida Prado

5 junho 2011

A Academia redimida

Filed under: Artes — Hariovaldo @ 21:30
Tags: , , ,

Feliz vitória

Passamos agora a comemorar a eleição de um dos nossos para a Academia, antecipando o sarau literário regado a licor de jenipapo, que faremos realizar em data oportuna.

“Eleva-te no azul! Corta-o serena e forte…
Rasga o seio à amplidão! Embriaga-te no arrojo
do vôo triunfal! Deixa que estruja o norte,
que o mar rebente em fúria e encarcere no bojo
as potências revéis e as ciladas da morte!
Atira-te no espaço!

E, se um dia, singrando os céus, vieres de rojo,
rotas as asas de aço, banhada em sangue, o olhar
em febre, a alma descrente, não te abata o cansaço!
De oceano atro e fatal não te sorva a torrente…
Grita, forceja, anseia e combate e disputa…
morre a lutar, morre na luta, mas, antes de morrer, tenta ainda voar!”

A SUPREMA BATALHA

O vencedor de todas as batalhas,
o triunfador de todos os perigos,
que entre balas, granadas e metralhas
jamais tremeu em face de inimigos;

o que passou por apertadas malhas
de ciladas, ardis e ódios antigos,
e sacudiu as poeiras e cinzalhas
da terra ingrata onde não teve amigos,

não é o herói que desfraldou bandeiras
e combateu a própria covardia
assaltando redutos e trincheiras,

mas aquele que, humilde e sem história,
dia a dia lutou e poude, um dia,
contra si mesmo prclamar vitória!

Salve Pátria !

Mãe de heroísmos, vida, força, esplendor, esperança nossa, salve ! A vós bradamos, os humildes soldados de vossa grandeza, e a vós suspiramos, gemendo e sonhando nesta hora de combate. Ela, pois, advogada do nosso passado, a nós volvei, perpetuamente, os exemplos dos nossos mortos e depois da batalha, conservai-nos puros ante vossa presença augusta.

Bendito seja o fruto da vossa história. Oh nobre ! Oh altiva ! Oh sempre gloriosa Pátria, mantem-nos fiéis ao espírito e à Terra do Brasil, para que possamos viver em vosso serviço e morrer defendendo as cores sagradas de vossa BANDEIRA IMORTAL !

Anúncios

63 Comentários »

  1. Quem escrever primeiro é traidor !!

    Comentário por Pe. Iscariotes — 5 junho 2011 @ 21:33 | Responder

  2. Que vergonha, meu deus do céu, professor!
    Quero ir embora prá pasárgada…

    Comentário por marquesa de sapucaí — 5 junho 2011 @ 21:46 | Responder

  3. Salgado mestre;
    O genipapo, como V.exa sabe, é mais uma especialidade aqui da boa terra, a Bahia de todos os prantos (o Bahia perdeu hoje)e que foi alardeado nacionalmente pelo Coronel Sucupira. Fico feliz que sirvamos esse licor na festa de posse desse personagem aí da foto. Claro está que ninguém verá nenhum integrante da comunidade Hariovaldiana nessa festa de cachaça braba.
    Fica a lembrança do nosso eterno vice líder o Plínio Salgado, que será o padrinho espiritual do EMPO(Ç)ADO.

    Comentário por José Vicente de Magalhães — 5 junho 2011 @ 22:00 | Responder

  4. Merdal, ops! Merval na Academia! É um inicio de colaboração ativa ABL-Rede Globo, para salvar a cultura brasileira, ameaçada pelo bolchevismo Lulo-Dilmista. A ABL, enfim, retoma sua trajetória cívica, marcada pela inclusão do general Lira Tavares.

    Comentário por Paulo Roberto Franco Andrade — 5 junho 2011 @ 22:05 | Responder

    • Ai, ai, ai!!

      Nem me fale, sr. Andrade. Ainda hoje me queima o peito de saudades do grande “Adelita”.

      Imortal de inúmeros talentos, não bastasse haver legado à pátria inolvidáveis poemas e hinos marciais, Adelita consagrou-se nas artes cênicas como protagonista de épica montagem da ópera bufa “The Three Stooges”, encenada na Capital Federal do Brasil entre agosto e outubro de 1969 com retumbante sucesso. Na peça, que contava com um coral de vozes bem impostadas e marcado timbre marcial, Adelita destacava-se sob a regência do maestro norte-americano Charles Elbrick e consultoria cênica do ítalo-americano Daniel Mitrione.

      Nas Academias Militares, já não se fazem mais homens como Adelita. Na Academia de Letras, ao menos agota temos como consolo o douto jornalista Merval.

      Comentário por Anacleto Bueno de Leitão — 6 junho 2011 @ 16:37 | Responder

  5. Já pensou?

    Merdal Pereira acadêmico da ABL?

    Os Irmãos M…arinhos agora tem representantes na ABL!

    Agora vão mandar também na n o s s a l í n g u a p o r t u g u e s a . . .

    Comentário por Go Oliveria — 5 junho 2011 @ 22:07 | Responder

  6. Se o MERDAL pode entrar a na Academia Brasileiras de Letras qualquer um pode,eu vou lançar a candidatura da Bruna Surfistinha para subir o nível daquela casa de sábios e sabidos.

    Comentário por Tiago Silva — 5 junho 2011 @ 22:52 | Responder

    • Caro senhor Tiago, de sobrenome impronunciável,

      O tradicional machismo da ABL a fez preterir a autora citada por vossa senhoria, assim como a outra grande escritora Narcisa Tamborim Deguei, em favor do sr. Merd, isto é, Merval, cuja obra talvez só superem as das damas em volume.

      Comentário por Don Joze de Pan y Agua — 6 junho 2011 @ 07:44 | Responder

    • Nobre Tiago

      Fico imaginando a publicação das anotações do diário da Bruna Surfistinha e a eleição da moçoila; seria uma verdadeira comoção nas reuniões do chá da ABL.

      Não acredito haveria fraldão suficiente para dar conta; líquidos escorrendo de todos os lados.

      Saudações

      Comentário por De Vaneio — 6 junho 2011 @ 15:39 | Responder

  7. Camoneano e fernandopessoano Mestre,

    Já estou a me penitenciar severamente por desconhecer as obras obradas pelo novel acadêmico, das quais vossa sapiência traz um aperitivo para nosotros seus discípulos.

    Comentário por Don Joze de Pan y Agua — 5 junho 2011 @ 22:54 | Responder

  8. O mala, autor do crime homônimo, ganha um pleito apertado no Perú. Choremos lágrimas sentidas irmãos, ele morreu de véspera.

    Comentário por Pe. Iscariotes — 5 junho 2011 @ 23:09 | Responder

    • Já estou em prantos sentidos frente a tal usurpação do direito divino dos bons néo-liberais de conduzir nossas economias rumo aos livres mercados de capitais . Snif, Snif !
      Salve Keiko Fugimore , nossa salvadora , que teve seu trono usurpado , tal qual nosso grande Dom José Chirico bolinha Çerra .

      Comentário por T. Melo Rego — 6 junho 2011 @ 19:03 | Responder

  9. É o fundo do poço, a ABL se afundou de vez. Conseguiu se equiparar as tais medalhas de cidadão honorário, que são concedidas, em regra para os apaniguados e não servem para PN.

    Comentário por Adilson — 6 junho 2011 @ 01:38 | Responder

    • Nobre , Adilson ( o Queixoso )
      Nossa nobre academia , só foi conspurcada pela presença daquele marronzinho gago chamado Machado de Assis , fora isto ela sempre foi povoada por homens bons e de benz ( fora os comunistas Jorge Amado , Zélia Gatai , Érico Verissimo e outros tantos ), tais com o Sir Ney e Merdoval Pereira .

      Comentário por T. Melo Rego — 6 junho 2011 @ 19:09 | Responder

      • T. Melo
        Érico Veríssimo nunca foi academico e sempre desdenhou os convites. Também nunca foi comunista. Alvíssaras.

        Comentário por Silvio Caldas — 7 junho 2011 @ 07:51

  10. Abeelistico Mestre Harí .
    Será que agóra , este filho da p(*)atria também será agraciado por nosso alcaide Taxab com algum assento em um dos conselhos de notáveis de nossa São Paulo de Pyratininga ? Afinal , Merdal agóra é um imora…digo imortal (ei , rimou ,vou concorrer a próxima cadeira da ABL ), honra esta só concedida aos grandes obradores de nossas letras e como é sabido o homen obrou muito , principalmente neste 8 anos de desgoverno do vil molusco .

    Comentário por T. Melo Rego — 6 junho 2011 @ 05:21 | Responder

    • Caro T Melo,vc pode concorrer a uma vaga na ABL,tao somente e apenasmente com esse seu nome que por si so ja é uma poesia,ou melhor dizendo,um haikai!!!

      Comentário por Marci — 6 junho 2011 @ 12:52 | Responder

      • Senhora ou Senhorita , Marci .
        Teço loas a sua pessoa , pois lembraste deste seu humilde servo para concorrer a uma cadeira na ABL .
        Obrigado pela atenção que vossa nobilissima pessoa desprende a tão ignobil ser .
        De seu criado T. Melo Rego .

        Comentário por T. Melo Rego — 6 junho 2011 @ 19:13

      • Já estou escrevendo meu próximo Besta Seller : No país do lulo-dilmismo . Conto com os confrades e comadres na festa de lançamento deste libelulo contra os crimes cometidos por estes petralhas contra nossos divinos direitos . E , espero por vosso apoio , quando vagar a próxima cadeira da ABL , já que Merdal Podreira consseguiu , eu também posso . Alvissara !!!

        Comentário por T. Melo Rego — 6 junho 2011 @ 19:18

  11. Supraletrado Mestre,

    Não tinha um outro nosso mais parecido com a gente do que este cidadão da foto?

    Em se tratando de literatura este deve ser um beneficitário do bolsa-família, ou algum congênere do segmento.

    Alvíssaras

    Comentário por Marquês DO Pombal — 6 junho 2011 @ 06:38 | Responder

    • O sujeito do fotoretrato em questão estava a tomar Cidra Cerezer (argh) .

      Comentário por T. Melo Rego — 6 junho 2011 @ 19:20 | Responder

      • Confrade,

        Acho que esta mais para Chuva de Prata. É mais barata, portanto combina mais com os da estirpe deste imortal iletrado. Aliás, na foto me parece um kit bolsa-literatura completo: Chuva de Prata, camisa da Riachuelo por R$ 21,90 e terno da Cia do Terno por R$149,50.

        Comentário por Marquês DO Pombal — 7 junho 2011 @ 22:09

  12. Com mil vênias, caro Mestre, nos cabe apenas dizer que Machado por agora revolve-se em seu descanso. É triste a sina da ultima flor do Lácio quando aos píncaros chegam tais desvios e politiquices. Que nos protejam Pessoa e Amado, Barbosa e Austregésilo!!!

    Comentário por Comendador Phyntias — 6 junho 2011 @ 06:46 | Responder

  13. Não gostei da indicação. Acho que cometeram uma injustiça com o grande escritor e jornalista Reinaldo Azevedo. By the way vejam o magnifico comentário publicado no blog do Uncle King:

    #

    Nostradamus (05/06/2011 às 9:10):

    “Por falar em obra literária e sem desmerecer Merval Pereira, recentemente eleito para a Academia Brasileira de Letras, não existem parâmetros de comparação entre a qualidade da obra literária de Reinaldo Azevedo com a obra do senhor Merval Pereira. A obra literária do Reinaldo é muito mais densa, profunda, instigante e permanente.
    .
    Se formos analisar como jornalista aí então já é covardia. Reinaldo Azevedo é o mais profícuo dos jornalistas brasileiros, produzindo com qualidade em um dia o que os seus colegas jornalistas, inclusive Merval, não conseguem produzir em uma semana.
    .
    Mas eu tenho a certeza de que a Academia Brasileira de Letras, em boa hora, haverá de reconhecer os méritos de Reinaldo.”

    Comentário por Plínio Doce — 6 junho 2011 @ 07:14 | Responder

    • O RENATO ARAGÃO TÁ PRECISANDO DE PAIAÇO PARA ESTRÉIA DO SEU NOVO FILME DE TERROR.

      Comentário por mussaadolf — 6 junho 2011 @ 20:36 | Responder

  14. Licor de jenipapo….
    http://www.pernadepautupa.wordpress.com

    Comentário por PAULINHO — 6 junho 2011 @ 07:14 | Responder

  15. Bravo, Professor!
    Aos poucos intelectualidade está se redimindo. Fico feliz com nossa ABL: Sarney, Portela, Merval…
    E sabiamente, nunca permitiu o ingresso de Érico Véríssimo, Mário Quintana, entre outros nefastos do comunismo…

    Comentário por Marcos A. Torriani — 6 junho 2011 @ 07:34 | Responder

    • Quintana perdeu duas ou três vezes para ilustres desconhecidos. Érico achava a academia uma besteira e nunca se candidatou. Agora Merval substitui Scliar. Baixou o nível.

      Comentário por Silvio Caldas — 6 junho 2011 @ 09:03 | Responder

    • Interessante, agora me dei conta: Quintana, Érico e Scliar são Gaúchos. Acho que o cachorrinho será o próximo candidato. Mais um Vermelhusco na ABL.

      Comentário por Silvio Caldas — 6 junho 2011 @ 09:07 | Responder

  16. É bem verdade que o escritor Merval, o nosso Merval, venceu um desconhecido. Quem é esse tal de Antônio Torres? Nunca ouvi falar desse cara na minha vida. Já Merval, todos conhecem!

    Comentário por emerson — 6 junho 2011 @ 08:33 | Responder

    • Baiano, nascido em 1940, Antonio Torres ingressou no jornalismo em seu estado natal e aos 20 anos mudou-se para São Paulo, onde trabalhou no jornal Última Hora. Depois, trocou o jornalismo pela publicidade, tendo sido redator e diretor de criação de várias agências. Estreou na literatura em 1972, com Um Cão Uivando para a Lua. É autor de 11 romances, entre eles Essa Terra, Um Táxi para Viena d’Áustria e Meu Querido Canibal.

      Comentário por Silvio Caldas — 6 junho 2011 @ 09:10 | Responder

      • Uivante Canoro,

        esse Torres é um qualquer, quando comparado com a pena do Merval, autor de não-sei-quantos romances, cujos títulos me escapam no momento. .

        Comentário por SáeBenevides — 6 junho 2011 @ 11:10

      • Não foi por seu texto literário que o jornalista Merval Pereira venceu a eleição para ocupar a cadeira do gaúcho Moacyr Scliar na Academia Brasileira de Letras. Pesou mesmo o prestígio de colunista de política e ex-diretor de Redação do jornal O Globo, comentarista da GloboNews e da CBN, e as relações cultivadas ao longo dos últimos anos. Livro de sua exclusiva autoria Merval só tem um _ uma coletânea de artigos reunidos sob o título O Lulismo no Poder (Editora Record, 2010). A outra obra — A Segunda Guerra, a Sucessão de Geisel — editada em 1979 pela Brasiliense, foi escrita em parceria com André Gustavo Stumpf.

        Comentário por Silvio Caldas — 6 junho 2011 @ 11:31

  17. tio hari,
    em qual catiguria o imortal merdoval se enquadra:

    Classe Média, que no Brasil se subdivide em três tipos:
    1) Classe Média Alta – sabe aquele tipinho que trabalha como escravo num alto cargo de multinacional para manter uma casa de dois andares num condomínio fechado, três carros de luxo na garagem, um apê no Guaruja, paga alta mesada para aos filhos e centenas de plásticas à esposa perua (para não encherem o seu saco enquanto se esbalda com amantes e prostitutas de luxo) – e ainda assim se acha membro da “raça superior” só porque, um dia na festa de fim de ano, o dono da empresa deu um tapinha nas costas dele? Pois é, esse é o preferido dos podres de rico, o mais fácil de ser comprado e manipulado…

    2) Classe Média Média – tem um nível de vida razoável, algum conforto, um apêzinho de três quartos na periferia, carrinho popular zero (com prestações a perder de vista), educa os filhos em colégios elitizados e vive no limite do cheque especial para manter isso. É o tipo que trabalha hoje para pagar as contas amanhã. Esse eu conheço bem, pois fui criado como um deles pelo menos até os meus 18 anos (saiba como consegui obter, às duras penas, minha “consciência de classe” lendo meus relatos “Eu Também Já Fui Papagaio da Direita” e “Como Comecei a Ver e Sentir a Matrix”). São aqueles que vivem com medo de perder tudo, sempre no limite do estresse e manipulados pelo terrorismo midiático, ao mesmo tempo que morrem de raiva de quem é igual a eles, porém está do “outro lado” do muro, à esquerda, lutando por um mundo melhor.

    3) Classe Média Baixa – resumidamente, são aqueles que trabalham hoje para pagar as contas de ontem, mas mesmo assim ainda são capazes de morar numa casinha bonitinha, ter um carrrinho mais ou menos novo e dar um mínimo de conforto e educação aos filhos (de preferência em escolas estaduais gratuitas). Não são tão raivosos quando o acima citado, porém num misto de conformismo, alienação e vontade de subir na vida, são capazes de tudo para agradar os “de cima”. Esses, infelizmente, são os melhores tipos para serem usados como jagunços dos poderosos, como se fossem os capitães do mato pós-modernos (para quem não sabe, capitão do mato era um ex-escravo recém libertado que era contratado pelo próprio ex-dono para perseguir escravos fugitivos).

    e,
    como é de bom tom citar a fonte, lá vai:
    http://tudo-em-cima.blogspot.com/2008/12/pergunta-que-no-quer-calar-por-que.html

    ah! huck, o peixe, vem ai!!!!!!!!!!!!!!

    Comentário por emerson57 — 6 junho 2011 @ 08:51 | Responder

  18. Tiririca, podes mandar confeccionar tua beca, pois serás o próximo…

    Comentário por Chatowsky — 6 junho 2011 @ 08:52 | Responder

  19. Beca não!

    Fardão.

    Beca é para os menos ilustres…

    Comentário por Chatowsky — 6 junho 2011 @ 08:54 | Responder

  20. […] revéis e as ciladas da morte! Atira-te no espaço! E, se um dia, singrando os céus, vie … Read More via Professor Hariovaldo Almeida […]

    Pingback por A Academia redimida (via Professor Hariovaldo Almeida Prado) | Beto Bertagna a 24 quadros — 6 junho 2011 @ 08:58 | Responder

  21. Para os leitores deste espaço tomarem ciência da verdadeira face literária do mais novo imortal, tomei a liberdade de consultar meus alfarrábios e encontrei as seguintes obras de autoria do Nerval:

    • A política sob minha ótica tucana
    • As benesses da privataria
    • O mundo feliz sob FHC
    • Lula, o homem dos 3%
    • Como ser jornalista partidário
    • O DEM expressão da democracia tupiniquim
    • Obama, nosso líder
    • A prática jornalística para influenciar pessoas
    • Direita volver!
    • O Brasil era feliz e eu não sabia
    • Arruda, meu ídolo
    • As vantagens de Serra
    • Aécio, a promessa
    • Vamos depor Dilma
    • Usar a palavra ainda que equivocada
    • Colunismo a serviço do mercado
    • Meu jornal, minha vida

    Gostaria de deixar claro que meus arquivos são falhos e ainda faltam muitas. Por isso, peço ajuda aos compa…, digo, colegas, para que possamos calar de vez a boca dos comunoluladiulmistas que se assanham em denegrir a Excelsa casa de Machado!!!!

    Comentário por Comendador Phyntias — 6 junho 2011 @ 10:20 | Responder

    • NÃO É DENEGRIR,SEU INCULTO,É (DEGRENIR),KKKKKKK…

      Comentário por mussaadolf — 6 junho 2011 @ 20:45 | Responder

      • O senhor tem razão caro árabe ariano (Mussa + Adolf, eita combinação porreta, sô!!!) é mesmo degrenir. O problema é essa minha Olivetti aqui que de tão velha já nem dá conta e está igulazinho o dono dela….

        Comentário por Comendador Phyntias — 6 junho 2011 @ 21:15

  22. Ufanistas Irmãos!

    Um país que abriga em sua Academia um homem da estatura moral, cívica, cultural e literária de um Merval é um PAÍS com maiúsculas!

    Mais engrandecido será com a próxima entrada do colossal jornalista e escritor Ali Kamel.

    Aumentam, assim, as esperanças de redenção da Terra de Santa Cruz, que vem sendo enxovalhada pela gentalha narco-anarco-comuno-sindicalista, da facção lullodilmista.

    Pelo bemaventurado Coelho, patrono dos grandes escribas da Nação!

    Comentário por SáeBenevides — 6 junho 2011 @ 11:08 | Responder

    • Senhor SáeBenevides: esse negócio de “entrada colossal” não é muito da seara do Alizinho não… Pelo menos no que vi de um filme que ele fez, o colossal é tão pequenininho….

      Comentário por Lili, a musa do "Cansei" — 6 junho 2011 @ 14:28 | Responder

    • Dileto SaeBenevides, colegas do espaço Hariovaldiano.

      Não devemos ainda trabalhar pela eleição do excelso porno-ator. Temos, assim como acredito também a ABL, passar a considerar àqueles que batalham nas novas mídias. Assim, como exemplo das reais possibilidades do novo mundo da informação e também no modo como o bom conhecimento chega aos ouvidos da escumalha lulopetistadilmista, estou propondo o nome do grande e sapiente Nivaldo Cordeiro, o batalhador por trás da Webcam.

      Saudações

      Comentário por De Vaneio — 6 junho 2011 @ 15:55 | Responder

    • O trabalho de Ali Kamel no jornalismo só não é melhor que o que faz no cinema.

      É um ator que vai fundo nos personagens.

      Comentário por Professor Temístocles Sabóia Filho (o bom) — 6 junho 2011 @ 20:03 | Responder

  23. Ha…Ha…Ha…KKKKKKK HuHuHuHu KiKiKiKiKi afinal das quantas, não sei como expressar sonoras gargalhadas dactilográficamente, mas estou me esbaldando de rir com tal notícia. Quer dizer então, que os versos que encabeçam o presente post, são da autoria de um cara que acabou de entrar para a ABL? Eu pensava que o significado de tal sigla era Academia Brasileira de Letras. Mas pelo menos, seviu para eu entender que é de letras mas não têm que ser letrados para lá ingressar. Os versos, também, não precisam ter sincronia métrica ou qualquer significado. Quer me parecer, que os membros de tal Academia, a julgar por alguns exemplos que já la estão e pelo mais recentemente ingressado, tornam-se imortais porque são embalsamados pelo ridículo.

    Comentário por Acteon Guei — 6 junho 2011 @ 12:03 | Responder

  24. Apos deleitar me com tao patrioticos versos e verter lagrimas brancas ,azuis e vermelhas,ainda acometida por subita apoplexia literaria,a unica coisa que me ocorreu foi sugerir o acrescimo a carta de bebidas do convescote de licor de canela de cunhã e mocororó!!!

    Comentário por Marci — 6 junho 2011 @ 12:43 | Responder

  25. Merval, o escriba imortal!

    É a Academia mais perfumada por um legítimo espécime da massa cheirosa.

    E as letras? Isso é detalhe, meus caros, detalhe …

    Comentário por João Pescador — 6 junho 2011 @ 12:48 | Responder

  26. Enriquecendo o sarau do profi e saudando o futuro membro que Ali haverá de estar imortalizado um dia, o eterno e já centenário “Por que me afano de meu país”. Os trechos escolhidos comprovam a qualidade oracular de outro imortal, Affonso Celso.

    XVIII
    Os negros
    Os negros africanos, importados no Brasil desde os primeiros tempos do descobrimento, sempre se mostraram dignos de consideração, pelos seus sentimentos afetivos, resignação estóica, coragem, laboriosidade. Devemos-lhes imensa gratidão.
    Foram os mais úteis e desinteressados colonizadores da nossa terra que fecundaram com o seu trabalho. Animavam-nos instintos de independência, como prova a formação dos quilombos de Palmares. Sacrificaram-se, entretanto, aos seus senhores, nem sempre benévolos, mas, em todo caso, menos bárbaros que os de outros países, especialmente os dos Estados Unidos. As negras eram geralmente as amas de leite dos filhos dos brancos, e, obrigadas a abandonar a própria prole pela alheia, tratavam esta com devotamento e carinho extraordinários. Nas nossas guerras, os negros bateram-se como heróis.
    Contribuíram tantos serviços para que no Brasil jamais houvesse preconceito de cor. Já nos tempos coloniais, determinava o rei (provisão de 9 de Maio de 1731) que o acidente da cor não constituía obstáculo para que um homem exercesse o cargo de procurador da coroa. […]
    Que bela galeria de negros e filhos de negros ilustres a que apresenta o Brasil! … e o legendário Henrique Dias que, dez vezes ferido, perdendo uma das mãos na guerra contra os holandeses, exclama que cada um dos cinco dedos restantes batalharia como nova mão por seu Deus e pela sua Pátria! […]

    XLII
    O futuro do Brasil
    Com os elementos congregados em si, pode o Brasil, como nenhum outro país, caminhar desassombrado, o olhar alto, o passo firme. Desempenhará nos negócios humanos papel proporcional ao lugar que ocupa no Globo. Como José Bonifácio declarava em 1789, perante a Academia Real de Lisboa, está preparado para novo assento de ciências, para foco de nova civilização.
    […] Seremos a 2a. ou a 1a. do orbe, quando a hegemonia se deslocar da Europa para a América, o que fatalmente sucederá. […] Penosíssima embora a situação atual, é incomparavelmente mais auspiciosa que a da Grécia, a da Itália, a de Portugal, a da França mesmo. […]
    Compenetremo-nos das nossas responsabilidades, ufanemo-nos do que somos, mostremo-nos dignos de tamanhas vantagens e benefícios, façamos, em suma, o nosso dever. Confiemos. Há uma lógica imanente: de tantas premissas de grandeza só sairá grandiosa conclusão. […]Deus não nos abandonará. Se aquinhoou o Brasil de modo especialmente magnânimo, é porque lhe reserva alevantados destinos.

    Comentário por Vivi — 6 junho 2011 @ 13:34 | Responder

  27. Enquanto isso o Marxista Caribenho dá uma ‘fuerza’ pro Onononononono

    http://oglobo.globo.com/pais/mat/2011/06/06/hugo-chavez-visita-dilma-deseja-fuerza-palocci-924619413.asp

    Comentário por Silvio Caldas — 6 junho 2011 @ 13:34 | Responder

    • Qual nada, confrade.

      O mameluco caraquenho falou no ouvido de nosso agente: “lla sabemos quien eres, muchacho!”.

      A situação de nosso agente cada dia fica mais difícil.

      Comentário por Professor Temístocles Sabóia Filho (o bom) — 6 junho 2011 @ 19:59 | Responder

  28. Creio que a melhor forma de analisar a grande “obra” de Merdal, seria através das provas “exame à fresco” e do protoparasitológico (3 amostras), conforme se é ensinado nas Universidades. Levando-se em consideração as modernas teorias biológicas como a Ressonância Mórfica e, se tratando da família dos Ramphastidae, também seria conveniente a realização de Tomografia Computadorizada. Explico : nesta bela teoria, quando um indivíduo da espécie dá um “salto evolutivo”, por ressonância, todos os outros indivíduos usufruiriam deste benefício. Assim, quando o representante mor da espécie, evoluiu na picaretagem bicuda, associando-se com comparsas plim-plim-molinas, após devida bolinação A4, toda o restante da espécie foi afetado. Em resumo TC para todos eles. Amém.

    Comentário por Pe. Iscariotes — 6 junho 2011 @ 14:43 | Responder

  29. Eu não levo a ABL a sério. Mas, depois da eleição do Merdal Pereira, só nos resta lançar a escritora Bruna Surfistinha à imortalidade. Afinal, a cadeira que abrigou o grande Moacyr Scliar atura agora a bunda do autor de “O lulismo no poder”. Como diziam os antigos, escrotidão pouca é bobagem!

    Comentário por Alvaro Senra — 6 junho 2011 @ 14:55 | Responder

  30. Ao tomar conhecimento da eleição do Marques de Merval como imortal da ABL lembrei por analogia dessa obra cinematográfica que deveria então faturar o Leão de Ouro em Cannes, o tal Urso de Prata em Berlim ou o Oscar em Hollywood:
    http://www.videolog.tv/ajax/codigoPlayer.php?id_video=660905&amp

    Comentário por Calabar — 6 junho 2011 @ 16:03 | Responder

  31. istimadu feço ariovardu
    ieu tomen vo intra na acadimia cun eçi poema:
    Tu és o quelso do pental ganírio,
    saltando as rimpas do fermim calério
    carpindo as taipas do furor salírio
    nos rúbios calos do pijom sidério.

    És o bartólio do bocal empírio
    que ruge e passa no festim sitério,
    em ticoteios do pártamo estírio
    rompendo as gambas do hortomogenério.

    Teus lindos olhos que têm barcalantes
    são cameçúrias que carquejam lantes,
    nas cavas chusmas de nival oblôneo.

    São carmentórios de um carcê metálio,
    nas duas pélias por que pulsa Obálio,
    em vertimbráceas do pental Perôneo
    abrassus
    saum serapiaum cera meu eleito maio

    Comentário por zé povin çosialista — 6 junho 2011 @ 16:36 | Responder

    • Sr. Zé Povin,

      Vossa obra tem o mesmo nível das obras obradas pelo mais novo acadêmico. Destarte, inexistem empecilhos de natureza intelectual à vossa sagração.

      Todavia, devereis compreender que a ABL é um baluarte de homens bons; assim, vosso fardão já está sendo costurado, mas tereis de renunciar ao comunismo atroz que ora professais.

      São Serapião, em boa hora, democratizou a Academia. Agora, entra quem paga e sai quem não pode.

      Comentário por Don Joze de Pan y Agua — 6 junho 2011 @ 22:36 | Responder

  32. Alvissarás Irmãos,

    Inicia-se sobre o resguardo das plácidas palmeiras imperiais, na enseada de Botafogo, a marcha indomita da sociedade dos homens bons, contra a depauperada horda rubra que nesta década se apropriou do poder em nossa Pátria.

    Estes degenerados usurpadores, inimigos da fe´e da decencia, capitaneados pelo Mephisto de Garanhuns e sua Titere Bulgara Terrorista, podem já começar a imaginar suas fugas, pois dos inclitos fardões de nossa mais importante Academia, iniciar-se-a a debacle do desgoverno petelho, sorte o é para a Nação que D. Merval Pereira torne-se mais um dos tribunos desta excelsa confraria, e com seus copiosos e verdadeiros manifestos democráticos, venha a abalar a já fissurada base da corja rubra-femina-petista.

    Irmãos, nossos seguros passos para a vitória definitiva, seguem a todo o pano, pois com nossos tribunos, nossos agentes infiltrados (verdadeiros heróis a suportarem a devassidão petelha, sem entregar-se a ela), já podemos marcar em data próxima a regeneração da Pátria, bem aventurados aos nossos, pois de NÓS virá a redenção de nossa democracia, e o fim da ditadura femino-petelha.

    Que importa o Peru, se vencemos na ABL.

    Comentário por Aurelio Monte y Vaz — 6 junho 2011 @ 16:50 | Responder

    • Que São Serapião ratifique vossas palavras.

      Alvíssaras!!!

      Comentário por Professor Temístocles Sabóia Filho (o bom) — 6 junho 2011 @ 19:52 | Responder

  33. Caro mestre,

    Conhecendo o lado da trincheira em que o autor combate a boa luta, membro loquaz da República dos Bacharéis, lendo estes excertos fiquei deveras embevecido. Veja só esta passagem, não é de tirar o fôlego? ‘…e a vós suspiramos, gemendo e sonhando nesta hora de combate.’ E já sem fôlego e sem palavras eu também gemi.

    Comentário por Coronel Lalado — 6 junho 2011 @ 20:30 | Responder

  34. Escolástico mestre: temos agora sobejas razões para comemorar. Depois de conquistar a Academia – que confesso não esperava outra coisa já que a ABL sempre foi nossa, desde os tempos do General Lyra Tavares – agora conseguimos derrubar o incomodante bastião da Igreja do senhor Bispo que, depois da contratação do nosso coleguinha “Le Figaro” tirado da CBN virou de vez e agora faz coro até no Jornal da Record ao que diz o casalç quarenta e cinco do JN. Nada no Brasil presta e eles finalmente reconheceram isso. Dá gosto ouvir e ver ao Celso Freitas e a Ana Paula Padrão falar mal do País. Parece até reprise daquele jornalzinho que a Venus apresenta pela manhã, só lhe faltando o Alexandre Gracinha. Assim, professor, poderemos comemorar pois só resta derrubar aquela vermelhusca da Tereza Cruvinel na TV Brasil para que possamos tomar toda a mídia televisiva colocando o país no seu lugarzinho de terceiro mundo onde tudo dá errado e nada vale a pena. Alvissaras!!!!

    Comentário por Simplício Ribemboin — 6 junho 2011 @ 20:30 | Responder

  35. tio hari,
    veja o casamento do século,
    que não gerará filhos,´porque, todos sabem:
    esses dois “comem criancinhas”

    fonte: http://www.tijolaco.com/

    Comentário por emerson57 — 6 junho 2011 @ 20:50 | Responder

  36. Machadiano Almeidinha,

    Provado está que a gente não diferenciada também sabe ganhar eleições…..
    Nada mais justo agora iniciarmos a campanha para a tão nobre e sábia academia da nossa
    Maite Virginia Woolf Proença;
    A magistral, insuperavel obra ” Uma Vida Inventada”, devera ser adotada como cartilha em Saint Paul …

    Comentário por zelulinha — 6 junho 2011 @ 21:33 | Responder

  37. Essa escolha é uma vergonha para a desgastada e pobre ABL.

    Comentário por Filho — 7 junho 2011 @ 11:18 | Responder

  38. É preciso coerência na ABL. Todo apoio à candidatura da Sra. Bruna Surfistinha!

    Comentário por Alvaro Senra — 10 junho 2011 @ 06:18 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: