Professor Hariovaldo Almeida Prado

31 março 2010

Um forte compromisso com a educação

Filed under: Relatos Pessoais — Hariovaldo @ 10:58
Imbatíveis

Parceira entre Serra e Globo mira o desemprego e a falta de preparo dos trabalhadores

Em mais uma grande demonstração do forte compromisso com a educação que caracteriza a inoxidável gestão Serra na direção da locomotiva da nação, o presidente já eleito para 2011 acaba de criar mais uma ETEC, em convênio com uma das melhores emissoras de televisão do ocidente, numa interessante parceria para o país. A escola em questão será destinada a formar elementos empregatícios preparados para serem utilizados adequadamente no setor televisivo,os quais poderão atuar decisivamente como porteiros, serventes, operadores de máquinas, contínuos e até a cabos-man, podendo inclusive aparecerem no vídeo. A integração com a empresa se dará em várias áreas e o mais importante é que os alunos poderão estagiar nas funções citadas anteriormente na emissora, mediante o pagamento de uma pequena taxa ou até gratuitamente por seis meses, enriquecendo assim os seus currículos e facilitando a inserção no mercado de trabalho.

Anúncios

29 março 2010

Nova pesquisa Dataprado confirma a subida de Serra

Filed under: Eleições 2010 — Hariovaldo @ 09:37

DatapradoPara alívio dos homens bons da nação as manipulações dos dados nas pesquisas eleitorais de institutos não tão confiáveis quanto o Instituto Dataprado parecem ter chegado ao fim, e isso se deu certamente porque não tem mais como esconder a inexorável e arrebatadora onda serrística que varre o país de norte a sul neste momento. Por mais que das falanges petistas tenham tentado manipular os resultados, a vitória do candidato mais bem preparado se impõe a todas as fraudes.

Balizados pelo Dataprado, as outras pesquisas estão pouco a pouco se libertando das muitas garras de Lula e mostrando os números verdadeiros. Números estes que indicam a absoluta desnecessidade da cara e dispendiosa votação do dia 3 de outubro visto que a vitória do candidato dos homens bons é irrevogável.

Neste momento, com a vitória garantida, precisamos garantir também a posse de Serra o quanto antes possível para por fim a ditadura lullodilmopetista, e terminar de uma vez por todas com este período sombrio o qual será considerado pelos historiadores futuros como o período mais negro da história do Brasil.

26 março 2010

Amigo de Lula ameaça o mundo com uma guerra nuclear

Filed under: Plano Condor Vermelho — Hariovaldo @ 14:09
Amigo de Lula

Kim Jong Il sempre faz questão de citar o nome de Dilma nas inaugurações que promove pelo país

Um dos principais financiadores a peso de ouro do PT e da candidata do comunismo em nossa pátria, o ditador norte coreano Kim Jong-Il, fez pesadas ameaças à paz mundial mostrando o quão satânico são os aliados internacionais da ditadura lullodilmista e o perigo que corremos sob o domínio do apedeuta escarlate que ora usurpa o poder central no Brasil.

Aqueles que buscam derrubar o sistema na República Democrática Popular da Coreia ou impedir a implantação do comunismo no Brasil por Lula e Dilma serão vítimas de ataques nucleares sem precedentes pelo exército invencível“, declarou o porta-voz do Estado-Maior das Forças Armadas norte-coreano, citado pela agência estatal de notícias do país.

Neste momento de aflição frente a mais essa grave ameaça do marxismo ateu internacional só nos resta rezarmos para que a fé em São Serapião nos proteja de todo o mal e que o candidato ungido por ele venha logo nos libertar das trevas malignas do monstro eneádico do ABC.

24 março 2010

Marcha dos cem mil tentará convencer líder: “Fica, Serra, fica!”

Filed under: Educação — Humberto @ 17:25

Mobilização pró-Serra

Milhares pedirão que Serra fique

Estimados confrades, discípulos, Arautos de São Serapião e prosélitos de Hariovaldo,

A tonitruante máquina de reescritura da História comete mais uma de suas perfídias, contra nosso estimado líder varonil.
É de pleno conhecimento que, desde Covas, passando pelo irmão Geraldo, somente com o grande timoneiro Serra é que os professores atingiram o patamar somente reservados a deidades.

Tal é o reconhecimento e esforço despendido pelo brilhante economista e engenheiro a esta tão valorosa casta de sábios, selecionados a dedo, e regiamente remunerados, que estes têm assumido a missão de divulgar à opinião pública nacional, mediante concorridos encontros e sit-ins semanais na bandeirante Avenida Paulista, as exemplares medidas tomadas pelo Estado de São Paulo que resultaram num incrermeto da qualidade do ensino jamais visto no Ocidente.

Porém, com a brilhante performance educacional apresentada pelos alunos paulistas, fruto de um planejamento superior que só poderia advir das mais brilhantes mentes e dos mais capazes administradores, o que deveria ser motivo de orgulho torna-se, no fim, motivo de apreensão. Direi-lhes o por quê. Diante da proximidade do pleito eleitoral que sucederá em Outubro, as hostes malignas do submundo marxista, incapazes de chegar sequer aos calcanhares de nossos gestores, e sem nada mais para mostrar ao populacho, a não ser o resultado da política bolchevista de terra arrasada levada a cabo pelo sangunário defensor de ditadores barbudos e nucleares, estes vermes escarlates começam a manifestar seu desconforto, pois a hora deles já chegou.
Assim, passam à velha manobra do manual stalinista, que prevê a reescrita da História, de modo a engambelar o público e fazer evitar que as pérfidas e nefastas verdades venham à superfície.

De modo que põem, a todo vapor, a máquina sem-vergonha de difamação, de inspiração gramsciana, cuja diretriz ordena que a realidade seja transformada em irrealidade e esta, oferecida ao público como sendo a verdade. Difícil de entender? Nem tanto.
Peguemos o caso dos professores paulistas. Houve uma manifestação monstruosa destes mestres, na sexta-feira passada. A concentração foi no MASP. O que chamada “imprensa” reportou disto? As manchetes foram algo como: “PROFESSORES FAZEM MANIFESTAÇÃO E COMPLICAM O TRÂNSITO”; “SÃO PAULO PÁRA, POR CAUSA DE PROFESSORES”.
Mentira? Oras, CLARO QUE NÃO. Os professores realmente deixaram de dar aula naquele dia, e se dirigiram ao cartão-postal da cidade, com o intuito de fazer a população saber o que se passa na área educacional deste Estado. Pararam o trânsito? Sim e não. Basta saber que, na Paulista, existem, inteligentemente, cerca de 5 estações de Metrô e, portanto, não havia bloqueio ao direito de “ir-e-vir” dos cidadãos. Porém, convenhamos, juntar 40 mil pessoas num só local, alguma dificuldade surgiria.

Mas, ao contrário do que esgoelou-se o PIG ( Pravda Inspira Guerrilheiros ) da KGB Lulista e seus 800 jornalistas na folha de pagamento da CUT, foi uma manifestação pacífica e ordeira que ocorreu na avenida Paulista. Os professores, preocupados com a iminência de perderem o líder que tanto os ama, apóia e conforta, espontâneamente saíram às ruas tentando demover Serra de sua idéia de assumir o Planalto e convencê-lo a reocupar o Palácio dos Bandeirantes. Pois, tendo em vista que o governo estadual poderá cair nas garras de uma “Martaxa”, é razoável esta preocupação dos mestres, e justifica seus esforços no sentido de fazer com que seu Líder não os deixe em tal situação de orfandade. Oras, ser paulista está acima de quaisquer outras questiúnculas. Se caso o país não tem mais conserto, após 8 anos de administração cambojana perpetrada por Lulla e seus assecllas, SP deverá ser a trincheira da Democracia, Desenvolvimento e paz social, diferentemente do que têm-se fora de nossas bandeirantes fronteiras. Se precisarem nosso irmãos sulistas lutar contra o marxismo cujo comando se encontra no Planalto Central, então a brava e patriótica Força Paulista lhes acudirá, somando os esforços que terminarão por escorraçar o esquerdopatismo deste país.

Assim pensam os professores e, por isso, desde já, convocam seus irmãos de docência a unirem-se e, em uníssino, em frente ao Bandeirantes, onde entoarão cânticos e louvores e tentarão sensibilizar seu amado líder para que permaneça em terras paulistas, continuando o brilhante trabalho que vem sendo desenvolvido. Afinal, em que outro estado desta federação de bananas, vemos petizes de tenros 5 anos de idade declamando Camões ou discutindo a Teoria da Dependência, bíblia dos  homens bons da Nação? Digam: onde?

23 março 2010

Serra versus Dilma: Uma comparação honesta

O relato abaixo é baseado em fatos reais, não há mentiras. Ele se destina a mostrar de uma forma isenta e imparcial as realizações e o perfil dos dois principais candidatos a presidência da República.

Serra privatiza telebras

José Serra, junto com Elena Landau, funcionária de Daniel Dantas, bate o martelo da privatização da Telebrás num processo honesto, transparente, ético e correto, que até hoje é exemplo de probidade administrativa

Governos do qual fizeram parte

Serra foi ministro de Fernando Henrique Cardoso, num governo de homens bons, respeitado e admirado no exterior.

Dilma foi ministra de Lula, um governo da gentalha ignara, desqualificado e sem moral junto aos principais líderes mundiais.

Número de Servidores

Na gestão de Serra na pasta do planejamento ele combateu o inchaço da máquina pública, não houve um concurso sequer e os salários de marajás dos funcionários não sofreram aumento durante os 8 anos do governo FHC, deixando de onerar-se assim o erário público, mantendo a austeridade fiscal.

No (des)governo Lula, da qual Dilma fez parte, tem concurso semana sim e a outra também, inchando a máquina administrativa federal, favorecendo a entrada de elementos oriundos da gentalha, baixando ainda mais a qualidade do serviço público. Além disso, foram concedidos vários reajustes eleitoreiros ao funcionalismo, aumentando o déficit do tesouro, um verdadeiro programa de compra de votos dos servidores.

Combate ao gigantismo estatal

No governo FHC, Serra atuou com firmeza no combate ao gigantismo estatal, buscando reduzí-lo ao mínimo possível. Ele se empenhou pessoalmente na privatização das estatais Vale do Rio Doce, Embratel, Sistema Telebrás, etc, bem como participou ativamente da preparação para a privatização da dispendiosa, deficitária e ineficiente Petrobrax.

Já Dilma Roussef, como ministra das minas e energia nada fez para privatizar a deficitária Petrobrás (Petrobrax) e ainda apoiou, como ministra da Casa Civil, a expansão estatizante do Banco do Brasil e da Caixa, ao invés de propor a privatização desses paquidermes estatais consumidores de recursos públicos que nenhum retorno trazem à nação.

Gestão Econômica nas crises internacionais

José Serra, economista competente, atuou no planejamento em plena comunhão com o FMI e o Banco Mundial, alçando a economia brasileira a uma sólida posição de destaque, superando crises com grande maestria.

Dilma e o (des)governo Lula mergulharam o país numa crise infindável, provocaram a quebradeira generalizada, o desemprego em massa e a falência da indústria automobilística, justamente por terem abandonados a supervisão do Banco Mundial e a gerência salvadora do FMI, desprezando uma ajuda valiosa para o país.

Educação

A Educação é uma das vitrines do governo Serra em São Paulo. Durante o seu governo ela foi alçada a um nível muito elevado de qualidade e resultados, superando até mesmo os países da Europa. A implantação do bônus por desempenho somente para os professores merecedores, de acordo com a análise da direção, ao invés do antigo aumento salarial geral, levará a qualidade educacional para um patamar nunca antes visto na história da humanidade, além de evitar que os professores esquerdistas sejam recompensados por sua indolência funcional.

Já Dilma e o governo Lula sucatearam a educação a nível nacional, abrindo dezenas de universidades fajutas e centenas de centros tecnológicos mequetrefes que mais funcionam como centros de doutrinação marxista do que outra coisa.

Segurança pública

A segurança pública paulista sob o governo Serra é um exemplo não só para o Brasil, como para o mundo. Com um dos melhores salários pagos aos policiais e um dos menores índices de corrupção nacional, a segurança pública em São Paulo é coisa de primeiro mundo, tendo capturado vários criminosos internacionais que se escondia no país com a conivência da polícia do Lula.

Já Dilma, no governo Lula, ajudou a transformar a Polícia Federal em uma polícia política para perseguir os homens de bem  e ameaçar os que lutam por justiça. Um exemplo desse ultraje dilmista foi a invasão da Daslu, a cruel perseguição ao Daniel Dantas e a prisão dos proprietários do Banco de Santos.

Saneamento

Como grande engenheiro que é, Serra sabe a importância das obras de saneamento básico e, cumprindo suas promessas de campanha, colocou esgoto e água na porta de milhões de pessoas em São Paulo.

Já Dilma emPACou o PAC do saneamento, mandando milhões de reais para debaixo do chão.

Liberdades democráticas

Serra preza pela liberdade de imprensa e valoriza os veículos de comunicação decentes, que não são dominados pelos esquerdistas ou que não fazem o jogo satânico do petismo atroz. Por isso mesmo, comprou milhares de assinaturas da Revista Veja, Jornal Folha de São Paulo e do Estadão para o governo do estado de São Paulo, propiciando uma informação isenta, ética e imparcial, sem a mácula petista, aos funcionários do seu governo.

Inimiga da democracia, a ex-terrorista Dilma persegue a liberdade de imprensa e acusa injustamente a Revista Veja, Jornal Folha de São Paulo e o Estadão de serem parciais e apoiarem José Serra.

Moral e bons costumes

José Serra se casou em 1967, nunca se separou, é fiel a sua esposa e um ótimo pai para seus filhos. Serra, quando ministro da saúde, repreendeu duramente a Xuxa pelo péssimo exemplo que dava às mulheres da nação sendo mãe solteira, atentando contra a moral e os bons costumes e insultando à família cristã.

Já Dilma Roussef se casou e se separou duas vezes, pecando contra as leis divinas pois o que Deus une a mulher não deve separar. Pecadora costumaz, Dilma certamente não tinha a autorização do seu ex-marido para sua atuação política sendo portanto um péssimo exemplo para as mulheres de insubmissão ao poder masculino.

São essas, por enquanto, as comparações adequadas entre a candidata terrorista de Lula e o governador José Serra, que mostram que este último é realmente o brasileiro mais bem preparado para assumir a presidência da República, remindo a nação das hostes satânicas do lullismo e recuperando o prestígio do Brasil no exterior.

Por favor copiem e enviem esse texto por email para todos de vossas listas pois precisamos garantir a vitória de Serra já no primeiro turno das eleições de outubro.

O relato abaixo é baseado em fatos reais, não há mentiras.

Serra privatiza telebras

José Serra, junto com Elena Landau, funcionária de Daniel Dantas, bate o martelo da privatização da Telebrás num processo honesto, transparente, ético e correto, que até hoje é exemplo de probidade administrativa

Governos do qual fizeram parte

Serra foi ministro de Fernando Henrique Cardoso, num governo de homens bons, respeitado e admirado no exterior.

Dilma foi ministra de Lula, um governo da gentalha ignara, desqualificado e sem moral junto aos principais líderes mundiais.

Número de Servidores

Na gestão de Serra na pasta do planejamento ele combateu o inchaço da máquina pública, não houve um concurso sequer e os salários de marajás dos funcionários não sofreram aumento durante os 8 anos do governo FHC, deixando de onerar-se assim o erário público, mantendo a austeridade fiscal.

No (des)governo Lula, da qual Dilma fez parte, tem concurso semana sim e a outra também, inchando a máquina administrativa federal, favorecendo a entrada de elementos oriundos da gentalha, baixando ainda mais a qualidade do serviço público. Além disso, foram concedidos vários reajustes eleitoreiros ao funcionalismo, aumentando o déficit do tesouro, um verdadeiro programa de compra de votos dos servidores.

Combate ao gigantismo estatal

No governo FHC, Serra atuou com firmeza no combate ao gigantismo estatal, buscando reduzí-lo ao mínimo possível. Ele se empenhou pessoalmente na privatização das estatais Vale do Rio Doce, Embratel, Sistema Telebrás, etc, bem como participou ativamente da preparação para a privatização da dispendiosa, deficitária e ineficiente Petrobrax.

Já Dilma Roussef, como ministra das minas e energia nada fez para privatizar a deficitária Petrobrás (Petrobrax) e ainda apoiou, como ministra da Casa Civil, a expansão estatizante do Banco do Brasil e da Caixa, ao invés de propor a privatização desses paquidermes estatais consumidores de recursos públicos que nenhum retorno trazem à nação.

Gestão Econômica nas crises internacionais

José Serra, economista competente, atuou no planejamento em plena comunhão com o FMI e o Banco Mundial, alçando a economia brasileira a uma sólida posição de destaque, superando crises com grande maestria.

Dilma e o (des)governo Lula mergulharam o país numa crise infindável, provocaram a quebradeira generalizada, o desemprego em massa e a falência da indústria automobilística, justamente por terem abandonados a supervisão do Banco Mundial e a gerência salvadora do FMI, desprezando uma ajuda valiosa para o país.

Educação

A Educação é uma das vitrines do governo Serra em São Paulo. Durante o seu governo ela foi alçada a um nível muito elevado de qualidade e resultados, superando até mesmo os países da Europa. A implantação do bônus por desempenho somente para os professores merecedores, de acordo com a análise da direção, ao invés do antigo aumento salarial geral, levará a qualidade educacional para um patamar nunca antes visto na história da humanidade, além de evitar que os professores esquerdistas sejam recompensados por sua indolência funcional.

Já Dilma e o governo Lula sucatearam a educação a nível nacional, abrindo dezenas de universidades fajutas e centenas de centros tecnológicos mequetrefes que mais funcionam como centros de doutrinação marxista do que outra coisa.

Segurança pública

A segurança pública paulista sob o governo Serra é um exemplo não só para o Brasil, como para o mundo. Com um dos melhores salários pagos aos policiais e um dos menores índices de corrupção nacional, a segurança pública em São Paulo é coisa de primeiro mundo, tendo capturado vários criminosos internacionais que se escondia no país com a conivência da polícia do Lula.

Já Dilma, no governo Lula, ajudou a transformar a Polícia Federal em uma polícia política para perseguir os homens de bem  e ameaçar os que lutam por justiça. Um exemplo desse ultraje dilmista foi a invasão da Daslu, a cruel perseguição ao Daniel Dantas e a prisão dos proprietários do Banco de Santos.

Saneamento

Como grande engenheiro que é, Serra sabe a importância das obras de saneamento básico e, cumprindo suas promessas de campanha, colocou esgoto e água na porta de milhões de pessoas em São Paulo.

Já Dilma emPACou o PAC do saneamento, mandando milhões de reais para debaixo do chão.

Liberdades democráticas

Serra preza pela liberdade de imprensa e valoriza os veículos de comunicação decentes, que não são dominados pelos esquerdistas ou que não fazem o jogo satânico do petismo atroz. Por isso mesmo, comprou milhares de assinaturas da Revista Veja, Jornal Folha de São Paulo e do Estadão para o governo do estado de São Paulo, propiciando uma informação isenta, ética e imparcial, sem a mácula petista, aos funcionários do seu governo.

Inimiga da democracia, a ex-terrorista Dilma persegue a liberdade de imprensa e acusa injustamente a Revista Veja, Jornal Folha de São Paulo e o Estadão de serem parciais e apoiarem José Serra.

Moral e bons costumes

José Serra se casou em 1967, nunca se separou, é fiel a sua esposa e um ótimo pai para seus filhos. Serra, quando ministro da saúde, repreendeu duramente a Xuxa pelo péssimo exemplo que dava às mulheres da nação sendo mãe solteira, atentando contra a moral e os bons costumes e insultando à família cristã.

Já Dilma Roussef se casou e se separou duas vezes, pecando contra as leis divinas pois o que Deus une a mulher não deve separar. Pecadora costumaz, Dilma certamente não tinha a autorização do seu ex-marido para sua atuação política sendo portanto um péssimo exemplo para as mulheres de insubmissão ao poder masculino.

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.